Desembargador que humilhou guarda municipal em SP é reincidente

O desembargador Eduardo Siqueira, do Tribunal de Justiça de São Paulo, que foi flagrado desrespeitando e humilhando um agente da Guarda Municipal em Santos, no litoral de SP, no sábado (18), é reincidente nesse tipo de ofensa. Segundo o G1 São Paulo, em junho, o mesmo desembargador ofendeu um inspetor da Guarda Municipal depois de ser chamado à atenção porque não estava usando máscara.

Um decreto da Prefeitura de Santos, publicado em abril, determina o uso obrigatório de máscara facial nos espaços públicos, com pena de R$ 100 de multa para quem descumprir a decisão.

As duas situações de desrespeito do desembargador foram registradas em vídeos. A primeira aconteceu no mês passado e a segunda neste sábado (18). Nas duas ocorrências os agentes da Guarda Municipal envolvidos tentam explicar pacientemente para o desembargador porque é importante usar a máscara, mas Eduardo Siqueira interrompe os profissionais e se recusa a cumprir a medida.

Confira as imagens da ocorrência de sábado:

O Tribunal de Justiça de São Paulo afirmou que não compactua com o comportamento do desembargador e que abriu um inquérito para apurar o caso. O TJ frisou que o Poder Judiciário de SP também tem normas para a retomada das atividades e que elas incluem, entre outras medidas, o uso obrigatória das máscaras faciais, e disse que vai ouvir os guardas municipais, em breve.

Já a Associação de Guardas Civis Municipais afirmou que repudia o comportamento do desembargador, cobrou resposta das autoridades e disse que vai acompanhar o caso.

O desembargador não foi localizado para comentar as ocorrências.

Fonte: Correio