Segunda nuvem de gafanhotos se forma no Paraguai; veja vídeo

Uma nova nuvem de gafanhotos se formou nesta semana no Paraguai, país que faz fronteira com o Brasil próximo à cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná. Não há previsão de que os animais cheguem ao território brasileiro, mas eles vem se aproximando.
 
De acordo com o Senave, que é o órgão paraguaio que delimita políticas de enfrentamento e acompanhamento a esse tipo de praga, a nuvem estava na área de “4 de Mayo” e “Madrejón”, em constante movimento, estão se deslocando para o sudeste do país. 
 
“Atualmente, a nuvem se encontra na área próximo ao Parque Defensores do Chaco e estima-se que se mova para outras áreas de Anchova e Alto Paraguai, se existirem condições climáticas ideais”, afirma o Senave. O órgão ressalta que está em “vigília constante” para acompanhar a situação. 
 
Argentina

A nuvem de gafanhotos que se formou no sul do continente latino-americano está se deslocando em direção ao Brasil. Um relatório do governo argentino informou que a infestação de insetos se deslocou 33 quilômetros nos últimos dois dias devido ao calor excessivo.

Com isso, a nuvem está distante do Brasil por cerca de 122 quilômetros, conforme informou a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR) do Rio Grande do Sul informou nesse domingo (19). As informações são do site G1.

A expectativa é que a nuvem chegue no Brasil até esta quarta-feira (22), conforme o chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Seapdr, Ricardo Felicetti. Embora não representem um risco direto para os seres humanos, os gafanhotos podem, em grupo, causar grandes prejuízos econômicos, devorando plantações em questões de horas. 

Veja também: Vídeo mostra nuvem de gafanhotos avançando pela Argentina

“Mas (estamos) preparados para o caso de uma eventual ocorrência da praga em território gaúcho. Temos um plano operacional de emergência”, disse.

 

 

Fonte: Agencia Brasil