Aos 44 anos, baiano Minotouro se aposenta com derrota para Shogun

Após dedicar 19 anos ao MMA, Rogério Minotouro decidiu se aposentar aos 44 anos. O veterano, que acumula lutas e vitórias lendárias em sua carreira, se despediu dos octógonos neste sábado (25), com derrota para Maurício Shogun, na Ilha da Luta, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes.

Foi a terceira vez que Minotouro e Shogun se enfrentaram e em todas o paranaense levou a melhor. Depois de 15 anos do primeiro confronto entre eles, o baiano esperava fechar a “trilogia” com vitória em seu ato final. Não conseguiu, perdendo por decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29 e 29-28). Mesmo assim, o veterano tem muito para celebrar e do que se orgulhar.

“Eu dividi o octógono com os maiores nomes do esporte. Estou com 44 anos de idade e fico feliz em dividir o cage com um grande campeão como Maurício Shogun”, declarou após o combate Minotouro, que agora voltará todo o seu foco para a vida de empresário.

Outra despedida
Fabrício Werdum também se despediu. Ele não terminou a carreira, mas deu adeus ao UFC, fazendo a última luta de seu contrato. E sua despedida na organização foi com triunfo. O brasileiro superou o sueco Alexander Gustafsson, estreante no peso-pesado do Ultimate, com uma atuação avassaladora.

Werdum finalizou o adversário com uma chave de braço aos 2min30s do primeiro round e, após a vitória, comemorou muito. O brasileiro agradeceu quem o apoiou e fez um discurso emocionado

“Estou muito feliz. Era uma luta muito importante para mim, e eu consegui a vitória. Estou quase chorando agora. Estou muito feliz, e agora vou pensar nos meus próximos passos. Galera do Brasil, essa luta é bem importante para mim. A palavra que eu tenho que dizer é gratidão. Obrigado a todos que sempre me deram força”, disse o lutador.

Na luta principal do evento deste sábado, o australiano Robert Whittaker, ex-campeão peso-médio do UFC, fez um combate equilibrado contra o inglês Darren Till, e saiu vitorioso por decisão unânime dos juízes (triplo 48-47).

Brasileiros
Outros brasileiros estiveram em ação na noite deste sábado na Ilha da Luta. No card principal, Marina Rodriguez fez uma luta equilibrada contra a ex-campeão peso-palha americana Carla Esparza, e perdeu a invencibilidade de 14 lutas nos detalhes, sendo derrotada por decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29 e 30-27) neste sábado.

Já o peso meio-médio Alex Cowboy conseguiu uma triunfo importante na Ilha da Luta ao superar o alemão Peter Sobotta. O brasileiro controlou praticamente todo o combate e saiu vitorioso por decisão unânime dos juízes (triplo 30-27), chegando à segunda vitória seguida.

O peso-leve Francisco Massaranduba foi o único lutador do Brasil a vencer neste sábado no card principal. Com muita garra, disposição e força para aguentar os duros golpes de Jai Herbert, o brasileiro mostrou que tem a mão pesada e nocauteou o inglês a 1min30s do terceiro round.

Já Raphael Bebezão não teve sorte. O peso-pesado levo um golpe de esquerda no olho na metade do segundo round e foi derrotado por nocaute técnico pelo canadense Tanner Boser. Bethe Correia também perdeu. Primeira dos brasileiros a subir no octógono no evento, a peso-galo teve atuação inconstante e foi superada pela sueca Pannie Kianzad por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27 e 29-28).

Fonte: Correio