Editorial transforma em estampas a nostalgia de três fashionistas

A saudade é sem dúvidas um dos sentimentos mais expressamente comentados e compartilhados nas redes sociais. Que o digam os #TBTs fora de hora! Por causa das limitações impostas pela pandemia da covid-19, as telas dos celulares viraram os novos álbuns de fotografias. Nelas, contemplamos muitas vezes os registros dos momentos vividos e a vontade de revivê-los: “Um dia vestido de saudade viva”. E se pegássemos essa ideia poética, presente na música Revelação do cantor cearense Fagner, e a transformássemos em imagem? Do que você se vestiria? Do pôr do sol do Porto da Barra? Das paisagens verdes da Chapada Diamantina? Faria uma estampa com todas as fotos de lugares onde gostaria de retornar? Ou preferia usar as caras dos amigos que faz tempo que não encontra pessoalmente? Fizemos essas perguntas para três  apaixonadas por moda e o fotógrafo Luc Miranda (@luccasmirandafotos) registrou as imagens. “Pedi a elas que usassem algo que expressasse as suas personalidades e  escolhi cenários neutros, mas que tivessem sombras para criar um tom reflexivo”, explica Luc. O artista visual Igor Aquino (@astronautade.marmore) realizou as colagens com a saudade de cada uma, como se fossem estampas das roupas. O resultado você confere agora!

Larissa Alixandre  (@llarissacl,19 anos, empresária)
 

“Minha saudade é a leveza de poder ir para qualquer lugar do mundo”

Gilliane Oliveira  (@gillianebaudelaire, 21 anos , modelo e estudante de design de Moda)

 “Sinto falta de conversar e abraçar meus amigos, dar risada até doer a barriga, de dar um ‘xêro’ neles e poder ver o pôr do sol na praia”

Maria Tavares  (@themariatavares, 27 anos, empreendedora e estudante)

“Sinto falta do mar, da água salgada, do sol queimar minha pele, de mergulhar e sentir meus pés tocarem nas areias mais profundas, do pôr do sol na Barra, do verão, das cores da cidade, da alegria”

Fonte: Correio