Em jogo polêmico, Bahia vence o Botafogo e avança à semi do Nordestão

O Bahia fez bem o seu papel e está garantido nas semifinais da Copa do Nordeste. Na noite deste sábado (25), o tricolor venceu Botafogo-PB por 3×1, no estádio de Pituaçu, em um duelo de lances controversos, e avançou para a próxima fase da competição.

Os gols do Esquadrão foram marcados por Ronaldo, Rodriguinho e Fernandão. Rodrigo Andrade descontou para o time paraibano.

O adversário do Bahia na semifinal será o Confiança, que eliminou o Santa Cruz após vencer nos pênaltis. A partida vai acontecer na próxima quarta-feira (29), às 19h30. A tabela o local do jogo ainda vai ser divulgada pela CBF. Já neste domingo (26) o tricolor volta a entrar em campo quando enfrenta o Fluminense de Feira, às 16h, em Pituaçu, pelo Campeonato Baiano, também em busca de um lugar nas semifinais. 

O jogo
Antes da partida, Roger Machado precisou superar os desfalques para montar o time do Bahia. Na frente, Gilberto foi vetado pelo departamento médico por conta de um incômodo no joelho e deu lugar para Fernandão.

Já no meio-campo, Gregore testou positivo para a covid-19 em exame pré-jogo realizado pela CBF e foi retirado da partida. O volante já havia sido diagnosticado com o vírus durante a retomada do Bahia aos treinos presenciais. Nos testes realizados pelo clube, os resultados deram negativos, mas o protocolo da entidade foi seguido e o jogador afastado da partida.

Superados os problemas, o Bahia começou o duelo partindo pra cima do Botafogo. Explorando as jogadas em velocidade com Élber e o bom passe de Rodriguinho, o tricolor não encontrava dificuldade para chegar na área paraibana. Tanto que o gol não demorou para sair.

Aos 13 minutos, Lucas Fonseca pegou o rebote do escanteio e chutou em cima da defesa. A bola voltou para Ronaldo, que de fora da área acertou um lindo chute, no cantinho de Felipe, e abriu o placar para o Esquadrão.

Depois do gol, o Botafogo conseguiu fechar a casinha e o Bahia passou a ter dificuldade no campo ofensivo. O time paraibano também levou perigo ao gol de Anderson. Primeiro na falta cobrada por Everton Heleno, e depois em chutes de Mário e Lohan.

Já no fim do primeiro tempo o Bahia voltou a aparecer. Aos 42 minutos, Juninho Capixaba fez a tabela com Clayson e acionou Fernandão. O camisa 20 perdeu o passo e não conseguiu devolver para a finalização.

Logo depois foi a vez de Élber sair fazendo fila na defesa do Belo e ser parado com falta na entrada da área. Na cobrança de Clayson, Felipe fez a defesa.

Erros de arbitragem
O Botafogo voltou para o segundo tempo com a promessa de um time mais ofensivo com as entradas dos atacantes Dico e Kelvin nas vagas de Everton Heleno e Cássio Gabriel, mas o panorama foi bem parecido com o início da primeira etapa e o Bahia não demorou a marcar.

Com apenas três minutos de bola rolando, Juninho Capixaba fez a jogada pela esquerda, foi na linha de fundo e cruzou rasteiro para Rodriguinho. O camisa 10 só teve o trabalho de se infiltrar no meio da zaga, escorar para as redes e ampliar o placar.

O terceiro quase saiu dois minutos depois. De novo com Rodriguinho, que chutou colocado da entrada da área e obrigou Felipe a fazer grande defesa para salvar o Botafogo-PB.

Mesmo em desvantagem, o Belo não se abateu. Pelo contrário. Aos 13 minutos Fred soltou a bomba na cobrança de falta e acertou o travessão. Na volta, Rodrigo Andrade aproveitou o cochilo da defesa, mandou de para o gol e diminuiu o placar.

O gol elevou o ânimo dos paraibanos e o rival passou a apertar no campo de ataque. O chute de Kelvin passou tirando tinta da trave de Anderson. Pouco tempo depois, o Botafogo descolou bom contra-ataque e o mesmo Kelvin, aparentemente em posição legal, fuzilou Anderson. No entanto, a arbitragem marcou impedimento e anulou o gol. Os jogadores do Botafogo ficaram na bronca.

O Belo ficou ainda mais irritado quando Clayson fez a jogada e cruzou para Fernandão, em condição de impedimento, mandar para o gol. O árbitro validou o lance e o tricolor ampliou a vantagem para 3×1, aos 24 minutos.

Com o placar confortável, Roger passou a fazer experiências no time que colocou em campo jogadores como os meias Daniel e Marco Antônio, além do atacante Saldanha. As mudanças não surtiram tanto efeito, o placar seguiu inalterado e o Bahia confirmou a classificação à semifinal.    

Ficha técnica: Bahia 3×1 Botafogo-PB (Copa do Nordeste – Quartas de final)

Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador

Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Junior, auxiliado por Ricardo Bezerra Chianca e Bruno Cesar Chaves Vieira (trio de Pernambuco)

Bahia: Anderson, João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Flávio (Elton), Ronaldo e Rodriguinho (Daniel); Clayson (Marco Antônio), Élber (Alesson) e Fernandão (Saldanha). Técnico: Roger Machado.

Botafogo-PB: Felipe, Wellington Cézar, Fred, Luís Gustavo e Mário; Mineiro, Everton Heleno (Dico), Marcos Vinícius e Rodrigo Andrade; Cássio Gabriel (Kelvin) e Lohan (Mário Sérgio). Técnico: Mauro Fernandes.

Cartões amarelos: Lohan, Mineiro, Mário Sérgio e Mauro Fernandes (Botafogo-PB); Alesson (Bahia)

Cartão vermelho: Felipe (Botafogo-PB)

Gols: Ronaldo, aos 12 minutos do 1º tempo; Rodriguinho, aos 2, Rodrigo Andrade, aos 13, e Fernandão, aos 24 minutos do 2º tempo

Fonte: Correio