Feira de Santana vai manter comércio aberto sem escalonamento até agosto

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB), declarou nesta segunda-feira (27) que o comércio da cidade vai ficar aberto até o dia 10 de agosto. O novo decreto, que ainda deve ser publicado no Diário Oficial do município, não permite a abertura de bares, restaurantes e academias. As lojas, entretanto, poderão funcionar de segunda a sábado, sem escalonamento de dias. Os shoppings, galerias e o comércio da região central da cidade, famosa por locais com o Feiraguay, também poderão funcionar.

A medida de flexibilização das restrições aplicadas em virtude do Estado de Calamidade Pública, em decorrência da pandemia da covid-19, considerou, segundo o prefeito, a segurança com relação ao número de vagas disponíveis para pacientes em leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

“Decidimos ampliar a flexibilização do comércio com escalonamento de horários por termos uma segurança no controle local com decréscimo de casos e, além disso, oferta de leitos disponíveis para população. Toda equipe de Fiscalização Preventiva Integrada segue agindo em toda cidade e nos distritos, com ações preventivas. Juntos, vamos superar este momento de dificuldades”, pontuou Colbert.

Grupo A – Podem funcionar de segunda a sexta das 8 às 16h e aos sábados das 8 às 12h.

Locadoras e revendedoras de veículo, óticas, relojoalheirias, bijuterias, eletrodomésticos, colchões, móveis, artigos de festa, bombonieres, embalagens, limpezas, lojas de conveniência, floristas e boxes impares do Feiraguay.

Grupo B – Podem funcionar de segunda a sexta das 9 às 17h e aos sábados das 8 às 12h.

Armarinhos, Utilidades do Lar, cama, mesa, tecido, vestuário, calçados, bolsas, acessórios, artigos de escritório, papelaria, despachantes, corretoras, papelaria, barbearia, salão de beleza, refrigerações, corretoras, artigos de piscinas e boxes pares do Feiraguay.

Grupo C 
Shoppings podem funcionar de segunda a sábado das 12 às 19h.

Centro de abastecimento das 4 às 14h.

Galerias, Mercado de Arte Popular e Galpão Arte das 9 às 17h.

Grupo D –  Podem funcionar todos os dias em horários definidos em convenção coletiva.

Construção civil, material de construção, concessionárias de veículos, bancos, lotéricas, clínicas, laboratórios, autopeças e oficinas.

Grupo E – Podem funcionar todos os dias em horários definidos em convenção coletiva.

Padarias, supermercados, farmácia, posto de gasolina, borracharia, ração animal, produtos veterinários, peixarias, hotéis, pousadas, indústria em geral, transportadora, segurança, TI e distribuidoras de água e gás.

Transporte coletivo circulará até as 20h

Táxi, mototáxi e motoristas de aplicativos e serviços de delivery funcionarão 24h.
 

(Foto: Divulgação)

Fonte: Correio