Com Roger, Bahia conseguiu placar para ser campeão apenas 4 vezes

O Bahia tem um grande desafio para conquistar a taça da Copa do Nordeste. Depois de perder o jogo de ida por 3×1, o tricolor vai ter que vencer o Ceará por no mínimo três gols de diferença nesta terça-feira (4), no estádio de Pituaçu, se quiser garantir o tetracampeonato do Nordestão no tempo normal.

A desvantagem no placar vai obrigar o time de Roger Machado a buscar o gol desde o primeiro segundo de jogo e a conseguir um resultado que aconteceu poucas vezes desde que o treinador chegou ao clube.

Na ‘Era Roger Machado’, que teve início em abril do ano passado, o Bahia venceu algum adversário por três gols ou mais em apenas quatro oportunidades. A boa notícia é que duas delas aconteceram esse ano.

Nos 65 jogos em que Roger Machado esteve à frente do Bahia, apenas Londrina, Flamengo, Nacional-PAR e Náutico sofreram derrotas pela diferença de gols que o Esquadrão precisa para dar a volta por cima sobre o Ceará.

Os jogos contra Londrina e Flamengo aconteceram no ano passado. Os paranaenses foram goleados por 4×0, na Fonte Nova, em jogo válido pela Copa do Brasil. Na ocasião, o Bahia conseguiu boa vantagem para o jogo da volta e avançou na competição mesmo perdendo por 2×1 fora de casa.

O Flamengo foi outro que sucumbiu na Fonte Nova. O time do português Jorge Jesus não resistiu ao tricolor e sofreu 3×0 apenas no primeiro tempo na 13ª rodada do Brasileirão. Todos os gols foram marcados pelo atacante Gilberto, que está machucado e desfalca o Esquadrão na final do Nordestão.

Os outros dois triunfos foram sobre o Nacional-PAR (3×0, na Fonte Nova), pelo jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana deste ano, e o Náutico (4×1, em Pituaçu), pela Copa do Nordeste, já na retomada do futebol.

Olho nos pênaltis
Além do triunfo por três gols de diferença, a vitória por dois gols também interessa ao Bahia. Mas nesse caso, o tricolor levaria o duelo para a disputa por pênaltis.

Nesse cenário, o placar é um pouco palpável quando analisado o retrospecto do time sobre o comando de Roger. Desde abril de 2019, a vitória por dois gols de diferença aconteceu em dez oportunidades (veja a lista abaixo), a última na quinta-feira (30), quando venceu o Jacuipense, por 2×0, pelo jogo de ida da semifinal do Campeonato Baiano.

Para ser campeão do Nordeste, o Bahia também vai ter que quebrar um tabu. O Ceará está invicto no Nordestão. O time cearense perdeu apenas uma partida em 2020, o clássico contra o Fortaleza, por 2×1, pelo campeonato estadual.

A última vez que o alvinegro foi derrotado pela diferença de três gols foi em novembro do ano passado, quando foi goleado pelo Flamengo por 4×1, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

Triunfos por três ou mais gols sob comando de Roger: 

Bahia 4×0 Londrina – Copa do Brasil 2019
Bahia 3×0 Flamengo – Brasileirão 2019 
Bahia 3×0 Nacional – Sul-Americana 2020
Bahia 4×1 Náutico – Copa do Nordeste 2020

Triunfos por dois gols de diferença sob o comando de Roger: 

Vasco 0x2 Bahia – Brasileirão 2019
Bahia 2×0 Botafogo – Brasileirão 2019
Avaí 0x2 Bahia – Brasileirão 2019
Nacional 1×3 Bahia Sul-Americana 2020
Bahia 2×0 Imperatriz Copa do Nordeste 2020
CSA 0x2 Bahia – Copa do Nordeste 2020
América 0x2 Bahia – Copa do Nordeste 2020
Bahia 3×1 Botafogo-PB – Copa do Nordeste 2020
Bahia 2×0 Fluminense – Baianão 2020
Jacuipense 0x2 Bahia – Baianão 2020

 

Fonte: Correio