Mayra Cardi é proibida de falar nome de Arthur Aguiar: 'Quem deve teme'

Na última semana, a empresária Mayra Cardi negou a informação de que estava proibida de citar o nome do ex-marido, o ator Arthur Aguiar, nas redes sociais após decisão da Justiça. Mas nesta segunda-feira (3) Mayra recebeu uma intimação da Justiça que realmente a proíbe de citar o nome de Arthur. A informação é do jornalista Leo Dias, do portal Metrópoles.

“Se não conseguem desmentir, a única opção é silenciar”, disse ela em seu Instagram para comentar o caso.

Procurada pelo portal da revista Quem, a assessoria de imprensa da coach e ex-BBB emitiu um comunicado sobre o ocorrido. “Venho por meio desta esclarecer que fui intimada. Mas acho que preciso dizer algumas coisas sobre esse burburinho a respeito da intimação. Antes de comentar sobre o que não pode mais ser dito, queria comentar sobre o que já foi falado. Até agora, tudo o que eu falei sobre o assunto relacionado à minha separação e às diversas traições foi comprovado: cada afirmação minha foi, primeiramente, verificada para saber a origem da informação antes de divulgá-la. Eu tenho relatos, prints e depoimentos de pessoas que contaram o que aconteceu. Eu sempre tomei o cuidado de não sair falando qualquer coisa. O ponto é: tudo o que eu disse até agora foram fatos e episódios que realmente aconteceram, e que até o presente momento NÃO foram desmentidos. Pelo contrário, todos foram confirmados, inclusive pela “parte autora das traições” — já que não posso falar nomes.  Agora, quanto à proibição, é natural que se queira me proibir de falar: quem deve teme. É um padrão desse tipo de pessoa, principalmente quando são pegas: se não conseguem desmentir, a única opção é tentar silenciar. Contra fatos não há argumentos. Mas em cumprimento à determinação judicial, não posso mais me manifestar sobre o assunto. A decisão será cumprida e todos os fatos esclarecidos no Poder Judiciário”, disse a life coach por meio de nota. 

Vale lembrar que após a informação do jornalista Erlan Bastos, na semana passada, Mayra havia utilizado a mesma rede social para negar a reportagem. “Acabei de ficar sabendo que está saindo uma notícia mentirosa, até então, que eu fui intimada, recebi uma liminar, que não posso falar o nome do Arthur Aguiar. Se fosse verdade não estaria falando Arthur Aguiar, Arthur Aguiar. Não é verdade, eu não recebi nada, estou podendo falar o nome dele”, finalizou.

Na ocasião, ela citou alternativas caso um dia seja proibida de falar o nome de Arthur. “Se algum dia uma liminar chegar e eu não puder citar o nome dele, eu não preciso. É só eu chamar ele de embuste, de qualquer outra coisa, que vocês vão saber quem é. Então, não faz o menor sentido”, debochou.

“O embuste serve muito, inclusive, para essa qualificação. Acho que o embuste é um nome muito mais apropriado para ele. Logro também, logro funciona. Eu já tinha até feito essa analogia antes para vocês, então devolvo aqui. Estou podendo sim falar Arthur Aguiar, não recebi nenhuma intimação nem nada para parar de falar Arthur Aguiar. Mas Arthur Aguiar, embuste, logro, é tudo a mesma coisa. Então se eu for proibida de falar Arthur Aguiar, eu falo embuste e logro que está tudo certo”, concluiu.

A ex-BBB acusa Arthur de tê-la traído mais de vinte vezes. Ela também diz que vivia um relacionamento abusivo com o ator, que, segundo ela, tentava controlar seu modo de vestir, falar e se comportar.

Fonte: Correio