Na estreia da Série B, Vitória bate o Sampaio Corrêa no Barradão

O Vitória iniciou bem a caminhada rumo à elite do futebol nacional. Neste sábado (8), na estreia da Série B, o rubro-negro recebeu o Sampaio Corrêa e não decepcionou. Triunfo de 1×0, gol marcado pelo lateral esquerdo Thiago Carleto, de pênalti. A equipe não vai ter muito tempo para comemorar, afinal, na terça-feira (11) o time enfrenta o Figueirense, às 21h30, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis-SC. 

Para a primeira partida no campeonato, o técnico Bruno Pivetti optou por uma escalação ofensiva, afinal, a ideia era aproveitar o mando de campo e largar bem na competição. Destaque para a estreia do meia Marcelinho, contratado do Ludogorets, da Bulgária. O trio de ataque, por sua vez, foi formado por Vico, Jordy Caicedo e Alisson Farias. 

A estratégia ousada quase surpreendeu o Sampaio. Logo aos três minutos, Carleto cobrou falta e Vico, no meio da grande área e livre de marcação, desperdiçou a oportunidade. No lance seguinte, Alisson Farias arriscou e a bola bateu na rede pelo lado de fora. 

O duelo parecia um pouco truncado, mas o Leão tinha mais posse de bola e procurava o gol. E o presente não demorou a sair. Marcelinho deu bom passe na frente e Jordy Caicedo, com sua velocidade característica, chegou na bola antes do zagueiro Paulo Sérgio. O toquinho foi suficiente para tirar o defensor da jogada e receber a carga. Pênalti. Na cobrança, Thiago Carleto deslocou o goleiro Gustavo com categoria e abriu o placar no Barradão, aos 18 minutos da primeira etapa. 

Marcelinho fez o primeiro jogo com a camisa do Vitória

(Foto: Tiago Caldas/CORREIO)

Após sentir o golpe, o Sampaio tentou equilibrar o confronto. O Leão, com as garras de fora, tentava não dar espaços. O problema é que por diversas vezes as faltas eram duras e o resultado foi uma festa de cartões amarelos. Caicedo, Marcelinho, Guilherme Rend e Fernando Neto receberam a advertência e ficaram pendurados. 

Sem espaço, o time maranhense utilizou outra estratégia para buscar o empate. Em um chute de fora da área, por pouco o meia Diego Tavares não balançou a rede. Por sorte da torcida rubro-negra, Ronaldo estava atento e fez uma linda defesa aos 39. Só três minutinhos depois, mais um susto. Em um erro na saída de bola, o atacante Jackson recebeu na marca do pênalti e girou chutando. Ronaldo, mais uma vez, defendeu. Estava de bom tamanho para o primeiro tempo.  

Segundo tempo

Na volta da chuveirada, o técnico Léo Condé optou pela entrada do atacante Gustavo Ramos no lugar do meia Daniel Penha. O rubro-negro de Bruno Pivetti, por sua vez, voltou com a mesma formação. O primeiro lance de perigo veio aos seis minutos, quando Diego Tavares mandou uma bomba de fora da área e assustou Ronaldo. Gustavo Ramos também teve uma boa chance, só que Ronaldo, bem posicionado, segurou com tranquilidade. 

O rubro-negro reagiu e por pouco não conseguiu o segundo gol para aliviar um pouco a pressão. Jordy Caicedo, de cabeça, exigiu a defesa de Gustavo. Foi por pouco. Aí Pivetti resolveu mudar um pouco a estrutura ofensiva. Léo Cerá, que foi reintegrado ao elenco, entrou justamente na caga de Caicedo. 

A essa altura, o Vitória somava 60% de posse de bola. Mesmo assim, o Sampaio não deixou de assustar. Em mais um chute de fora da área, o sufoco. De longe, André Luiz bateu forte, rasteirinho, e Ronaldo se esticou todo para espalmar. A Bolívia Querida insistiu e Ronaldo, de novo, precisou ser decisivo, desta vez em finalização de Caio Dantas. 

Pivetti, então, tentou fechar os espaços com a entrada de Jean no lugar de Fernando Neto. Com características mais defensivas, o volante entrou para povoar melhor o meio-campo. O Vitória parecia sentir a condição física, sem o mesmo ímpeto dos primeiros 45 minutos. 

Ainda deu tempo de Mateusinho e Romisson entrarem nos lugares de Vico e Guilherme Rend, respectivamente. Mesmo cansado, o rubro-negro conseguiu suportar a pressão adversária e garantiu os primeiros pontos na tabela da Série B. 

Ficha técnica – Vitória 1×0 Sampaio Corrêa – 1ª rodada da Série B 2020

Vitória: Ronaldo, Jonathan Bocão, João Victor, Gabriel Furtado e Thiago Carleto; Fernando Neto (Jean), Guilherme Rend e Marcelinho; Vico (Mateusinho), Jordy Caicedo (Léo Ceará) e Alisson Farias. Técnico: Bruno Pivetti

Sampaio Corrêa: Gustavo, Joazi (Luis Gustavo), Daniel Felipe, Paulo Sérgio e João Victor; André Luiz, Eloir, Diego Tavares (Marcinho) e Daniel Penha (Gustavo Ramos); Roney e Jackson (Caio Dantas). Técnico: Léo Condé

Estádio: Barradão, em Salvador 

Gol: Thiago Carleto, aos 18 minutos do 1º tempo

Cartões amarelos: Jordy Caicedo, Marcelinho, Guilherme Rend e Fernando Neto (Vitória); Eloir (Sampaio Corrêa)

Arbitragem: Antonio Dib Moraes de Souza, auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Alisson Lima Damasceno

Outros jogos da rodada: 

Cuiabá 0x0 Brasil de Pelotas 
Confiança 2×2 Paraná
Juventude 2×1 CRB
Operário 3×1 Figueirense 
Cruzeiro 2×1 Botafogo-SP 
Avaí 3×1 Náutico 

Fonte: Correio