Explosão em Beirute provoca cratera de 43 metros de profundidade

A megaexplosão que aconteceu nesta semana no porto de Beirute, no Líbano, deixou marcas. Mais precisamente uma cratera de 43 metros de profundidade no local. A informação é da agência France Presse.

O local da tragédia, que deixou mais de 150 mortos e 6 mil feridos, passou por uma avaliação de especialistas franceses neste domingo (4). A França oferece apoio logístico ao Líbano, principalmente no que diz respeito à investigação. Para isso, enviou policiais e equipes investigativas ao local, além de oferecer ajuda médica para as vítimas.

A explosão, que devastou bairros inteiros, deixando mais de 300 mil desabrigados, ocorreu em um armazém que guardava 2.750 toneladas de nitrato de amônio por seis anos. Segundo o primeiro-ministro libanês Hassan Diab, o armazenamento era feito “sem medidas preventivas”.

De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos, a explosã foi tão intensa quanto um terremoto de magnitude 3,3.

Fonte: Correio