O prefeito ACM Neto avaliou como “muito positivo” o início da fase 2 da reabertura econômica de Salvador, na segunda (10). Falando nesta terça-feira (11) durante um evento no Barro Branco, Neto disse que a reabertura de bares, restaurantes, salões, academias e museus aconteceu sem grandes problemas.

“Ontem foi um dia tranquilo, em geral os estabelecimentos comerciais tiveram um comportamento muito adequado, de cumprimento e respeito aos protocolos”, avaliou. Neto considerou que se tratava de uma segunda, dia menos movimentado, dizendo que ainda não é possível comemorar nada, e afirmou que essa escolha foi proposital. 

“Começamos na segunda de propósito, para não pegar logo na largada um movimento de final de semana. Não dá para fazer ainda uma análise conclusiva. É preciso esperar o fechamento de uma semana inteira, incluindo sábado e domingo. Mas estou otimista, acho que há um nível de consciência enorme por parte dos donos de bares, restaurantes, salões de beleza, academias, dos trabalhadores dessas atividades e da população”, disse.

O prefeito afirmou também que deu uma volta de carro pelas ruas e não viu grandes aglomerações. Destacou também que a população de Salvador tem mostrado que entendeu a necessidade de se proteger. “Você achar uma pessoa sem máscara aqui é difícil, prova que a cidade incorporou essa necessidade de ter cuidados”, avaliou.

Com a fase 2, a frota de ônibus aumentou para 80% nas ruas, mas não houve aumento de passageiros no transporte público. “Tivemos aumento no movimento de veículos, praticamente voltando ao mesmo patamar de antes do início da pandemia. Porém não foi acompanhado do numero do aumento de passageiros no transporte público. Estamos chegando perto de 50%”, disse.

A fiscalização vai continuar, diz Neto. Ontem, nenhum estabelecimento foi interditado ou flagrado descumprindo regras. Segundo o prefeito, esse trabalho com fiscais será feito também em bairros periféricos da cidade, não apenas em pontos centrais.

Ele falou sobre o Nordeste de Amaralina, que continua tendo registros de festas paredões. A prefeitura está pela quinta semana com medidas restritivas no bairro. Ele destacou que para interromper uma aglomeração desse tipo é preciso ter força de polícia e acionar a Polícia Militar. “Lamento que isso esteja acontecendo no Nordeste, e talvez isso esteja prejudicando o bairro ao ponto de estarmos há cinco semanas com todas as atividades econômicas fechadas no bairro. Você faz teste rápido lá e não baixa de 33% de casos positvos. Voltamos a Santa Cruz ali do lado e mais de 41% de casos positivos. São números altíssimos. Lamentavelmente, parte da população não tem consciência de que não dá para fazer isso, aceitar isso”, disse, afirmando que a prefeitura tem limitações para conseguir evitar esses eventos, mas que pediu um aumento de fiscalização com apoio da PM na região.

O prefeito considerou que o Nordeste, Santa Cruz e Pernambués são os pontos mais preocupantes de Salvador hoje em referência ao coronavírus.

A taxa de ocupação de leitos de UTI para covid-19 em Salvador encerrou ontem o dia em 57%, um número “bastante positivo”, considerou o prefeito. “Se a gente andar direitinho nos próximos dias, se as regras estabelecidas forem cumpridas, tenho certeza que não vai haver explosão do aumento de leitos, a gente vai continuar administrando iso bem e as proximas fases vão continuar avançando”, disse.

Fonte: Correio