IFood fará delivery com drone no Brasil; testes devem começar em outubro de 2020

O iFood será a primeira empresa a fazer entregas com drones no Brasil. Os voos serão realizados em parceria com a Speedbird Aero e a AL Drones, que conseguiram, no último 5 de agosto, autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para utilizar os veículos de forma experimental no país. 

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (12) e não foram revelados valores de investimento. A previsão é de que os primeiros voos ocorram em outubro deste ano, na cidade de Campinas, no interior de São Paulo. 

“Esse foi um importante passo para construir um projeto seguro, eficiente e economicamente sustentável. É uma etapa muito significativa para a evolução do uso comercial de drones”, explica o vice-presidente de logística do aplicativo, Roberto Gandolfo, em nota. 

As entregas utilizando os veículos não tripulados, porém, não ocorrerão nas janelas dos clientes. Os drones serão usados, neste primeiro momento, em complemento à operação atual do iFood, “realizando parte da rota”, segundo e empresa. O trajeto será “finalizado por um entregador com moto, bike ou patinete”, ressalta o texto. 

Há duas rotas previstas em campinas. A primeira liga a preça de alimentação do Shopping Iguatemi Campinas e o iFood Hub, que é uma estrutura dentro do local que “roteiriza os pedidos”, conforme explica o aplicativo. O delivery “deve levar em média 2 minutos” com o drone em “um trecho que percorrido a pé pode levar 12 minutos”. 

A segunda rota de voo terá início no espaço do iFood e seguirá até o “droneport”, local onde os veículos pousam, em um complexo de condomínios próximo ao mesmo shopping na cidade paulista. “A rota, de 2,5 quilômetros, que por terra seria feita em 10 minutos, passará a ser concluída em 4 minutos”, estima o aplicativo.

Líder no mercado de “foodtech” na América Latina, o iFood realiza cerca de 39 milhões de pedidos mensais no continente e está há nove anos no mercado, com operação no Brasil, México e Colômbia. 

Fonte: Agencia Brasil