Juninho projeta ajustes na bola aérea e entrosamento com Ernando

A estreia do Bahia no Brasileirão, contra o Coritiba, na última quarta-feira, foi marca por surpresa na escalação. O técnico Roger Machado colocou em campo uma equipe diferente, com mudanças em praticamente todos os setores. O resultado foi um Esquadrão mais leve e criativo no primeiro tempo da partida.

O problema, no entanto, é que as novas peças diminuíram a estatura da equipe e o Bahia passou por sufoco na bola aérea. Para o zagueiro Juninho, no entanto, o problema pode ser resolvido com ajustes durante o treino.

Na análise do zagueiro, diante do Red Bull Bragantino, neste domingo (16), às 16h, em Pituaçu, o time tricolor vai estar um pouco mais afiado no novo sistema montado por Roger.

“Foi preocupante durante o jogo (bola aérea), eles quase conseguiram marcar, colocaram uma bola na trave. As alterações deixaram o time mais leve, mas também um pouco mais baixo. Teve a saída do Fernandão, entrada do Daniel… Sofremos um pouco, mas é questão de ajustes durante os treinos. Para esse jogo nós tivemos um pouco mais de tempo para trabalhar isso”, afirmou ele.

Mantido na defesa, Juninho ganhou um novo parceiro na zaga. Ernando ganhou a vaga do capitão Lucas Fonseca e foi o escolhido para começar na estreia. Como a dupla deve ser mantida para o duelo contra o RB Bragantino, Juninho disse que vem conversando com Ernando para ganhar entrosamento mais rápido.

“A adaptação precisa acontecer o mais rápido possível. Primeiro não podemos tomar gols para buscar os triunfos. A gente vem conversando ao máximo, dentro de campo um do lado do outro, para buscar o entrosamento mais rápido e conquistar os triunfos”.   

Fonte: Correio