Romero Britto diz que vídeo de mulher quebrando peça é de 2017: 'fui vítima'

O artista plástico brasileiro Romero Britto usou as redes sociais, neste sábado (15), para comentar o vídeo em que uma mulher quebra uma peça de arte feita por ele em sua frente. O vídeo viralizou na última sexta-feira (14). 

No entanto, em uma postagem no Instaram stories, Brito afirmou que a situação aconteceu em 2017, apesar de ter ganhado popularidade só agora. 

“O vídeo do incidente ocorreu em 2017, no qual todos podem ver que fui vítima de uma pessoa que foi a uma de minhas galerias e quebrou uma obra de arte que havia ganhado. Uma peça pesada de porcelana que, ao quebrar em pedaços, poderia ter causado danos a mim, a ela ou a qualquer outra pessoa no local. É lamentável, mas a integridade física das pessoas foi colocada em risco naquele momento. Infelizmente, há pessoas que querem ficar famosas às custas dos outros”, escreveu, em uma postagem. 

Britto afirmou que usa sua arte para levar “alegria, amor e esperança” e que não teve intenção de desrespeitar ninguém. 

“A internet é muitas vezes injusta e as pessoas não estão preocupadas com a verdade. Gostam de confusão, drama, negatividade, de julgar sem analisar os fatos. Vou continuar minha missão de alegrar o mundo, que como nunca antes precisa de mais amor, felicidade, esperança e otimismo”, completou. 

Artista usou Instagram Stories para se pronunciar sobre o caso (Foto: Reprodução)

Restaurante
O restaurante da mulher que quebrou uma peça do artista plástico brasileiro Romero Britto, em sua frente, compartilhou um vídeo sobre o episódio em suas redes sociais na sexta-feira. A mulher foi identificada como Madelyne Sanchez, a dona do Olé Olé Taperia, em Miami Beach, que postou o vídeo da cena editado com algumas frases.  

“Alguns artistas perdem sua humildade e ganham a rejeição de seus admiradores. Romero Britto. Seu grande ego, personalidade e falta de educação tentaram humilhar a família do Restaurante Tapelia, na cidade de Miami Beach. Esse foi o resultado”, diz o vídeo, logo nos primeiros segundos. 

Após as imagens da cena em que ela quebra a peça de arte, outras frases ganham a tela. “Artistas assim perdem credibilidade, respeito e admiração. Só ganham rejeição e repúdio, sendo considerados personas non gratas”, completam. 

Viralizou
O vídeo, que mostra a mulher jogando no chaão a peça Big Apple, viralizou nas redes sociais nesta sexta-feira (14).

“Nunca vá a meu restaurante nem ofenda minha equipe. Mas nunca! Eu te respeitava”, diz ela nas imagens.

Romero chega a tentar segurar a peça, surpreso com a reação da mulher, mas não consegue. Uma peça similar à que foi quebrada é vendida por US$ 4.800 (cerca de R$ 25,9 mil). Já a versão em miniatura custa US$ 360 (cerca de R$ 1,9 mil reais).

Publicado inicialmente no TikTok de Faye Pindell, o vídeo já teve mais de 19 milhões de visualizações. No Linkedin de Faye Pindell, consta que ela é assistente de galeria na Britto Central.

Ela mesma fez outro vídeo para explicar o incidente. Ela contou que a mulher que quebrou a peça comanda um restaurante, onde Romero teria estado e sido rude com funcionários. A dona então foi a um meet & greet (evento para conhecer artistas) e quebrou a peça diante do artista.

Fonte: Correio