Zebra! Lyon aproveita erros do City, vence por 3×1 e está na semi

Quem achava que passar da Juventus de Cristiano Ronaldo era o máximo que o Lyon poderia aprontar na Liga dos Campeões se enganou. Neste sábado (15), o time francês fez o que parecia ainda mais improvável e eliminou o Manchester City com vitória 3×1 no estádio José Alvalade, em Lisboa. Está nas semifinais da principal competição europeia.

O adversário da semifinal será o Bayern de Munique, que na véspera goleou o Barcelona por incríveis 8×2. O jogo será quarta-feira (19). A outra semi também será um confronto entre franceses e alemães, com PSG x RB Leipzig na terça (18). Ambos terão início às 16h (de Brasília).

É a primeira vez na história da competição que a França tem dois times nesta etapa. E por sinal, três dos quatro semifinalistas jamais chegaram à decisão. A exceção é o Bayern de Munique, pentacampeão e cinco vezes vice. A final desta edição será disputada no dia 23, em Lisboa, sede de todos os jogos desde a retomada.

A tônica da classificação do Lyon foi se fechar na defesa e aproveitar os erros cometidos pela equipe inglesa. No primeiro gol, aos 24 minutos do 1º tempo, Cornet aproveitou que o goleiro Ederson estava mau posicionado, já que havia saído do gol para defender uma finalização de Ekambi que acabou travada pelo zagueiro García. Ele pegou a sobra e, diante do gol praticamente vazio, fez 1×0 de fora da área.

Cornet marca o primeiro gol do Lyon diante do Manchester City
(Foto: Uefa/Divulgação)

O gol francês parecia um ato isolado porque o City martelava no ataque. O Lyon marcava, se segurava e levou assim até os 24 do 2º tempo, quando Sterling deu um drible no marcador rente à linha de fundo e rolou para o chute de primeira do belga De Bruyne, empatando o jogo.

O gol do meia De Bruyne para o Manchester City
(Foto: Uefa/Divulgação)

Àquela altura, dificilmente alguém imaginaria o desfecho que houve. O City estava no ataque e teve a chance da virada no ótimo cruzamento de Sterling que Gabriel Jesus falhou ao tentar o voleio.

No lance seguinte, o Lyon fez 2×1 aproveitando um erro de passe de Sterling e puxando um contra-ataque que precisou do VAR para confirmar que Dembelé não fez falta em Laporte no decorrer da jogada e que Ekambi não estava impedido. Eram 34 minutos.

Olha o gol inacreditável que Sterling perdeu; seria o empate do City
(Foto: Uefa/Divulgação)

Mesmo assim, o Manchester City teve tempo de criar uma chance claríssima para empatar e levar a partida pelo menos para a prorrogação. Gabriel Jesus entrou na área pela direita e rolou para Sterling, livre na frente do gol, sem goleiro nem mais ninguém, e ele chutou por cima.

Aí veio a pá de cal, em outra falha inglesa aos 42 minutos. Aouar bateu fraco, o brasileiro Ederson deu rebote para frente e Dembelé estava atento para fazer o terceiro.

Ederson falha e Dembelé está atento para marcar o terceiro gol do Lyon
(Foto: Uefa/Divulgação)

Fonte: Correio