Palácio do Planalto tem 1ª morte pela covid-19; vítima era servidora da Presidência

A Secretaria-Geral da Presidência da República confirmou a primeira morte por covid-19 entre servidores do Palácio do Planalto. Maria Helena Ribeiro Maier faleceu na madrugada desta segunda-feira (17) por complicações da doença.

A servidora era especialista em políticas públicas e gestão governamental da Secretaria de Governo da Presidência da República e atuava na Secretaria Especial de Assuntos Federativos desde 2011. Segundo o governo, ela estava em teletrabalho desde o início da pandemia.

Maria Helena trabalhava no Planalto cedida pela Secretaria de Gestão da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, seu órgão de origem.

Segundo o último balanço da Secretaria-Geral, divulgado em 4 de agosto, 5,2% dos 3,4 mil servidores da Presidência da República contraíram a doença. Na época, eram 178 servidores infectados. Um novo balanço deve ser divulgado no início de setembro.

Desde julho, funcionários do Planalto realizam o teste rápido em um dos prédios que fica na área anexa ao palácio. Ainda de acordo com a Secretaria-Geral, mais de 50% dos servidores estão em teletrabalho ou fazem escalas de revezamento.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que já contraiu Covid-19, defende a retomada das atividades econômicas e das aulas. O presidente tem repetido nos últimos meses que é preciso isolar somente idosos e pessoas com doenças crônicas, que estão nos grupos de risco da doença.

Além de Bolsonaro, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, também foi infectada. Oito ministros do governo tiveram resultado positivo para o novo coronavírus:

  • Augusto Heleno (GSI)
  • Bento Albuquerque (Minas e Energia)
  • Milton Ribeiro (Educação)
  • Wagner Rosário (CGU)
  • Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovações)
  • Onyx Lorenzoni (Cidadania)
  • Braga Netto (Casa Civil)
  • Jorge Oliveira (Secretaria-Geral da Presidência)

Fonte: Correio