Aniversário de 87 anos de Monarco é comemorado com álbum

Música  Para marcar os 87 anos do sambista Monarco, completados nesta segunda-feira (17),  a gravadora Biscoito Fino está lançando nas plataformas digitais o show gravado por ele com a Velha Guarda da Portela na quadra da Escola, em Madureira, em 2015. 

No projeto Velha Guarda da Portela – Minha Vontade, o grupo composto por cantores, instrumentistas e ritmistas imprime seu estilo inconfundível a sambas clássicos compostos por seus fundadores e personalidades ligadas à história da Escola e ao subúrbio carioca.

A gravação, que em setembro será lançada também nos formatos CD e DVD, conta com participações de convidados pela Velha Guarda: as cantoras Maria Rita, Teresa Cristina e Cristina Buarque, que se revezam no palco para homenagear a Portela.

Teresa Cristina interpreta Sofrimento de Quem Ama, de Alberto Lonato; Cristina Buarque canta um samba que gravou pela primeira vez em 1974, Quantas Lágrimas (Manacea), e Maria Rita escolheu um clássico de Monarco e Ratinho, Coração em desalinho, que já faz parte do seu repertório.

guarda
Show foi gravado em 2015, na quadra da Portela (Foto: Divulgação)

O samba A Natureza, de Manacéa, abre a apresentação, seguida por Lindo, composto por Noca da Portela e Monarco especialmente para o projeto. Vai Saudade, de Candeia e Davi do Pandeiro, Cocorocó, de Paulo de Portela, e A Chuva Cai, de Argemiro e Casquinha, são alguns dos clássicos registrados pela Velha Guarda da Portela. A direção musical é de Paulão 7 Cordas e Mauro Diniz.

Fundado na década de 1920 no bairro de Oswaldo Cruz, a Portela é a mais antiga Escola de Samba do Rio de Janeiro. Ao longo de décadas, a agremiação viu surgir vários compositores e cantores que ajudaram a escrever a história do samba e da música popular brasileira. Conhecidos pelo grande público como a Velha Guarda, o grupo segue honrando a tradição da “majestade do samba”, como dizem os versos de Corri Pra ver (Monarco/Chico Santana/Casquinha da Portela), e cantando o amor, a amizade e o Carnaval, entre outros temas.

Fonte: Correio