Covid-19: Carnaval de Salvador é adiado para julho de 2021

Uma reunião virtual entre o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), e empresários do setor definiram que o Carnaval da cidade será adiado para julho de 2021 em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). De acordo com a imprensa local, a tradicional festividade deve ocorrer somente na segunda quinzena do mês, conforme deliberações dessa segunda-feira (17).

Com a definição, o grupo pretende criar um movimento de federalização para a realização da festa, com o intuito de que outros grandes centros, como Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Recife, escolham a mesma data.

“Entendemos também que a federalização desse movimento, com a criação de uma nova data, é fundamental para o sucesso do Carnaval, não só em Salvador, como também nas principais capitais do país onde a festa tem relevância, como Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Belo Horizonte, etc.”, diz trecho de documento enviado a ACM Neto e assinada por presidentes de associações de camarotes, blocos, coletivos e entidades carnavalescas da Bahia.

O movimento já vê as prefeituras de Rio e São Paulo inclinadas a aceitarem a nova data, que em julho já havia sido especulada pelo prefeito da capital baiana. “O que a gente propõe é que, se não houver segurança para manter a festa no começo de fevereiro, que é o mais provável, temos que ser realistas. Que a gente formalize um calendário para o próximo ano, talvez no começo de julho, poderia ser um hipótese”, disse em entrevista à GloboNews na ocasião.

Diariamente surgem notícias de avanços com relação a vacinas contra a Covid-19, porém não há informações sobre sua criação de fato, tampouco quando ela estaria disponível no Brasil. Os imunizantes da China, Rússia e Reino Unido aparecem como os que podem estar em fase mais adiantada até aqui. Cercada de mistério, no entanto, a vacina russa não tem aprovação de infectologistas pelo mundo, justamente por conta do pouco que se sabe sobre ela.

Fonte: Agencia Brasil