Histórico! PSG faz 3×0 no RB Leipzig e está na final da Champions

O Paris Saint-Germain escreveu um capítulo inédito em sua história. Pela primeiríssima vez, o clube se classificou para uma final da Liga dos Campeões, a competição mais importante do futebol europeu. A vaga foi conquistada após o time francês despachar o RB Leipzig por 3×0, nesta terça-feira (18), em Lisboa, pelas semis.

Os brasileiros foram importantes para a classificação: Marquinhos foi o autor do primeiro gol e Neymar, em mais um dia de ótima atuação, deu um passe açucarado para Di María fazer o segundo. Bernat completou o placar.

Agora, o PSG espera o vencedor da outra chave, entre Lyon e Bayern de Munique. O duelo será nesta quarta-feira (19), às 16h. A grande decisão da Champions está marcada para o domingo (23), no mesmo horário.

Até então, o Paris Saint-Germain só tinha chegado uma vez às semis da Champions, na temporada 1994/1995, quando foi eliminado pelo Milan. Por enquanto, apenas um time francês já levantou a taça do torneio europeu: o Olympique de Marselha, em 1992/1993. O clube de Paris quer continuar a fazer história e faturar seu primeiro título.

Favorito contra o RB Leipzig, time com apenas 11 anos de fundação, o PSG já entrou em campo com o olho na vaga na final. Logo aos 2 minutos, ficou perto de abrir o placar, quando Mbappé tentou passe para Neymar – mas foi longo demais. Aos 5, o francês acertou o lance para o camisa 10, só que a bola beijou a trave esquerda. No minuto seguinte, Mbappé até mandou a redonda para o fundo da rede, mas o árbitro marcou toque na mão de Ney e invalidou.

O gol então chegou aos 12 minutos. Após Di María cobrar uma falta da direita, Marquinhos subiu mais que todo mundo e assinalou o 1×0. Aos 41, foi a vez do argentino deixar o dele: o goleiro Gulacsi errou o passe, Ander Herrera recuperou e acionou Neymar. O brasileiro, com um lindo toque, de letra, enviou para Di María, que marcou os 2×0.

Após a volta do intervalo, veio o último gol. Em uma jogada do PSG pela esquerda, Mukiele caiu no chão, pediu a falta, mas o lance seguiu. A bola sobrou com Di María, que cruzou na área e Bernat cabeceou. Neymar ainda tocou na bola, mas ela já tinha entrado. O VAR revisou toda a jogada, não viu irregularidade em cima do camisa 22 do RB Leipzig – que só escorregou – e validou.

O placar de 3×0 seguiu até o fim do jogo e o Paris Saint-Germain, finalmente, conseguiu sua sonhada vaga na final da Liga dos Campeões.

Fonte: Correio