Com segundo melhor começo em edições da Série B, Vitória encara o Náutico

Uma largada animadora no cenário nacional. Apesar dos tropeços na Copa do Nordeste e Campeonato Baiano, o Vitória iniciou bem na Série B do Brasileiro, prioridade do clube na temporada. Um recorte nas três primeiras rodadas aponta que o time registra seu segundo melhor começo nas sete edições disputadas pelo rubro-negro neste século. Nesta quarta-feira (19), às 21h30, o Leão recebe o Náutico, no Barradão, com objetivo de voltar ao G4, pois caiu para 8º após os jogos de terça.

Com cinco pontos após um triunfo e dois empates, o Vitória está invicto, tem 55,5% de aproveitamento e começou a rodada na 4ª posição. Melhor do que isso só foi registrado em 2007, quando tinha seis pontos e ocupava a 3ª colocação. Em 2015, outro ano de acesso, o Leão também somava seis pontos, mas estava em 6º após três rodadas.

Este ano, há uma ressalva a fazer porque quatro concorrentes tiveram jogos adiados por causa da covid-19 e estão com uma ou duas partidas a menos – todos com chance de passar à frente quando o número for igualado.

“Eu joguei a Série B no ano passado e é muito importante estar pontuando, principalmente fora de casa. A gente não perdeu ainda na competição. Conseguimos dois pontos importantes que lá na frente vão fazer a diferença”, valorizou Léo Ceará. No ano passado, o centroavante defendeu o Vitória na estreia da Série B, ficou como opção no banco nas duas rodadas seguintes e depois se transferiu para o CRB. Assim como o Vitória, a equipe alagoana não conseguiu o acesso, mas esteve mais perto dele ao terminar o campeonato na 7ª colocação. O Leão lutou contra o rebaixamento e acabou em 12º.  

De volta à Toca este ano, Léo Ceará foi reserva nas duas primeiras rodadas da Série B, quando entrou no decorrer dos jogos contra o Sampaio Corrêa e Figueirense. Na última sexta-feira (14), o atacante foi titular e marcou um dos gols no empate de 3×3 contra a Ponte Preta. O confronto com o Náutico marca o retorno do time para casa após duas rodadas fora.

“É uma sequência de jogos muito grande, muito pouco tempo para descansar, mas a gente tem mostrado a força do nosso grupo. Quem está entrando está respondendo à altura. Para a Série B vai ser muito importante ter um grupo forte. São muitos jogos, um em cima do outro e, às vezes, é preciso fazer mudanças para descansar alguns atletas”, afirmou Léo Ceará.

Apesar do bom começo, o ataque rubro-negro foi pouco expressivo nas três primeiras rodadas desta Série B na comparação com as outras seis edições disputadas pelo Vitória. O número de gols marcados só não é menor do que em 2011, quando o Leão balançou a rede apenas duas vezes nos três jogos iniciais. Este ano foram quatro, assim como em 2012. O maior número foi em 2007, com oito (veja comparativo ao fim do texto).

Na opinião de Léo Ceará, o elenco tem potencial ofensivo e vai evoluir ao longo do campeonato. “É uma equipe de muita qualidade, que gosta de propor o jogo, de estar com a bola e isso é muito bom. A gente vem mostrando isso desde o começo da temporada e na Série B também. Começamos a Série B bem e estamos evoluindo a cada partida. É manter os pés no chão e trabalhar para sempre estar melhorando”, afirmou o atacante. 

Já a defesa tem números iguais aos de 2007 nas três rodadas iniciais e divide o título de menos vazada das participações na Série B. Foram três gols sofridos. A média é de um por partida, apesar do goleiro Ronaldo só ter ido buscar a bola na rede diante da Ponte Preta. 

Escalação do Leão e novo técnico adversário
O técnico Bruno Pivetti não contará com o volante Guilherme Rend, que levou o terceiro cartão amarelo e está suspenso. Jean é o substituto imediato da posição e deve ser o escolhido.

Além da ausência de Rend, o Vitória terá retorno em dose dupla diante do Náutico. O zagueiro Maurício Ramos está recuperado da contusão na panturrilha e o atacante Vico, do incômodo na coxa direita. Com isso, a tendência é que Gabriel Furtado e Eduardo voltem para o banco de reservas. Com uma lesão na coxa, o atacante Alisson Farias segue vetado, assim como o lateral direito Van.

O Vitória deve entrar em campo com Ronaldo, Jonathan Bocão, João Victor, Maurício Ramos (Gabriel Furtado) e Thiago Carleto; Jean (Marcelinho), Rodrigo Andrade e Fernando Neto; Vico, Léo Ceará e Mateusinho.

Ao contrário do Leão, o Náutico começou mal a Série B. Após perder para o Avaí (3×1) na estreia e empatar em casa com Operário (0x0) e CRB (1×1), o time pernambucano soma dois pontos e iniciou a 4ª rodada na zona de rebaixamento, na 17ª posição – ganhou uma por causa da derrota do Oeste para a Ponte Preta ontem e agora está em 16º, fora do Z4.

A consequência disso foi a demissão do treinador Gilmar Dal Pozzo, substituído por Gilson Kleina, que se apresentou na véspera da partida, já em Salvador, mas não estará na área técnica hoje porque não teve o nome publicado no BID. O auxiliar Dudu Capixaba foi quem comandou o último treino, no Fazendão.

Histórico do Vitória nas três primeiras rodadas da Série B:

2005 

9º lugar – 4 pontos, 1 vitória, 1 empate, 1 derrota, 5 gols pró, 4 gols contra e 44,4% de aproveitamento
Marília 2×2 Vitória
Vitória 2×0 Vila Nova
Santo André 2×1 Vitória

2007

3º lugar – 6 pontos, 2 vitórias, 1 derrota, 8 gols pró, 3 gols contra e 66,6% de aproveitamento
Vitória 5×1 Avaí
São Caetano 2×0 Vitória
Ceará 0x3 Vitória

2011

17º lugar – 3 pontos, 1 vitória, 2 derrotas, 2 gols pró, 4 gols contra e 33,3% de aproveitamento
Vitória 1×0 Vila Nova
Icasa 3×1 Vitória
Vitória 0x1 Guarani

2012

7º lugar – 4 pontos, 1 vitória, 1 empate, 4 gols pró, 4 gols contra e 44,4% de aproveitamento
Grêmio Barueri 0x1 Vitória
Vitória 2×2 América-RN
Criciúma 2×1 Vitória

2015

6º lugar – 6 pontos, 2 vitórias, 1 derrota, 6 gols pró, 4 gols contra e 66,6% de aproveitamento
Vitória 0x2 Sampaio Corrêa
Oeste 1×2 Vitória
Vitória 4×1 Bragantino

2019

12º lugar – 3 pontos, 1 vitória, 2 derrotas, 5 gols pró, 7 gols contra e 33,3% de aproveitamento
Botafogo-SP 3×1 Vitória
Vitória 2×1 Vila Nova
Guarani 3×2 Vitória

2020

4º lugar – 5 pontos, 1 vitória, 2 empates, 4 gols pró, 3 gols contra e 55,5% de aproveitamento
Vitória 1×0 Sampaio Corrêa
Figueirense 0x0 Vitória
Ponte Preta 3×3 Vitória

Fonte: Correio