Empreendedora baiana conta segredos de como cresceu 30% mesmo na pandemia

A hora não é para fazer o marketing pautado em vendas, é o momento de ter empatia com o cliente. A defesa dessa postura diante do chamado ‘novo normal’ fez com que a empreendedora Camila Reis, da Óleos da MI, loja especializada em cosmética natural, conseguisse ampliar em 30% o faturamento da loja virtual nesse período de pandemia. 

Diante do fechamento da loja física, de onde saíam mais de 90% do total das vendas, ela não perdeu tempo e focou energia e esforços para ampliar a loja virtual, mudou os rótulos das embalagens e se preocupou em ajudar os clientes a cuidarem dos cabelos em casa, sem se preocupar se o atendimento daria ou não retorno financeiro. As ações se reverteram em vendas. “Não pensei, inicialmente, em transformar esse atendimento em ferramenta de marketing, mas funcionou dessa forma, dando um retorno fantástico, pois as pessoas perceberam que cuidar de si mesmas é qualidade de vida, especialmente nesses tempos”, completa.

As estratégias da empresa e da sua administradora foram os temas da live Empregos e Soluções, do CORREIO, no início da noite dessa quarta-feira (19), no Instagram.  Conduzida pela consultora Flávia Paixão, a iniciativa focou no comportamento empreendedor de Camila Reis, que começou com apenas R$200. No início, a proposta da empresa Óleos da Mi era garantir os cuidados com as próprias madeixas, além de assegurar uma renda extra com as vendas no período da faculdade. Depois, com o diploma de baixo do braço e sem perspectiva de emprego, Camila ou, simplesmente, Mi investiu em estudar sobre cosmética natural e viu o negócio crescer. 

Camila Reis investiu num atendimento próximo e personalizado para ampliar o negócio de cosmética natural, na crise

Camila Reis investiu num atendimento próximo e personalizado para ampliar o negócio de cosmética natural, na crise
(Foto: Divulgação)

Ela contou que percebeu que seu negócio havia saído do ciclo da família e amigos quando recebeu a primeira encomenda para fora do estado e percebeu uma movimentação de recursos nunca imaginada. A empreendedora conta que lutou para se disciplinar, especialmente, no quesito financeiro. “Houve um período que eu achava que podia movimentar os recursos da empresa, afinal, eu trabalhava tanto, achava que merecia. Depois percebi que não era assim”, conta.

Ao longo da sua participação, Camila Reis fez questão de desmistificar as questões que envolvem o empreendedorismo e abordou francamente as dificuldades e os desafios, mas também confirmou que não se via atuando de uma outra forma. “É complicado, o empreendedor precisa trabalhar muito e até mais que num emprego com carteira assinada, mas a satisfação de se trabalhar com o que se acredita não tem preço”, conclui.

As lives Empregos e Soluções são realizadas sempre as quartas-feiras, às 18 horas, no canal do Correio, no Instagram. Acompanhe e conheça as histórias empreendedoras de superação e conquistas.

Fonte: Correio