Funcionário morre, e supermercado cobre corpo com guarda-sóis e papelão

A revolta tomou conta das redes socais por um caso ocorrido na rede de hipermercados Carrefour, na última sexta-feira (14). Naquele dia, um funcionário de uma loja localizada no bairro Torre, em Recife, morreu e teve o corpo coberto por guarda-sóis. A medida teria sido tomada para evitar o fechamento do estabelecimento durante o horário comercial.

“Todo mundo no grupo dizendo que um promotor faleceu de manhã cedo no Carrefour do (bairro) Torre e o Carrefour não parou as atividades, com o corpo ainda lá! Vocês são desumanos, seus vermes”, denunciou um usuário no Twitter.

 

Outro usuário afirmou que seguranças ficaram ao redor do corpo durante as compras das pessoas e o cercaram por completo para impedir a passagem dos clientes nas proximidades do local.

Em resposta ao primeiro usuário, o perfil oficial do Carrefour na rede social informou que lamentava o ocorrido e que segue prestando auxílio à família da vítima.

 

Fonte: Agencia Brasil