Oposição requer convocação de Damares para explicar vazamento de dados de menina

A oposição na Câmara dos Deputados protocolou nesta quarta-feira um pedido para que a ministra Damares Alves, da pasta da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, seja convocada a explicar ao vazamento de dados de uma menina de 10 anos que passou por aborto após ter sido estuprada pelo tio durante quatro anos.

A informação do requerimento foi divulgada pelo deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ). Os parlamentares do partido querem saber se os assessores de Damares tiveram contato com a família da vítima e quais seriam as relações de Sara Giromini, extremista conhecida como Sara Winter, com o ministério. Ela já trabalhou na pasta e foi a responsável por divulgar os dados da menina nas redes sociais, o que contraria dispositivos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A interrupção da gravidez, prevista pela legislação neste caso, foi realizada em Pernambuco, onde um grupo de religiosos se concentrou para tentar impedir o procedimento. Eles só foram afastados do hospital onde ocorreu o aborto legal após um grupo de mulheres em defesa da vítima chegarem ao local.

Fonte: Agencia Brasil