Pacientes foram retirados às pressas de hospital que pegou fogo em Brasília

Um incêndio atingiu na manhã deste sábado (29) o hospital privado Santa Luzia, um dos maiores de Brasília. Um grande volume de fumaça saiu dos andares superiores do prédio, que fica na Asa Sul, região central da capital federal. Pacientes foram retirados às pressas, alguns em macas.

O hospital integra a Rede D’Or São Luiz. Pacientes e pessoas que passavam pelo local gravaram imagens e postaram nas redes sociais.

O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal foi acionado às 10h11 e afirmou, no final da manhã, que o incêndio foi controlado e não deixou feridos.

Ele teve início no quinto andar da unidade hospitalar, no sistema de refrigeração. Os trinta pacientes que estavam no mesmo andar foram retirados para o combate às chamas e realocados após o fogo ter sido apagado, de acordo com os bombeiros.

Segundo o major Alysson Krüger, o incêndio foi provocado, a princípio, pela queima do equipamento de ar condicionado no quinto andar do prédio. O major disse que os bombeiros conseguiram assegurar o prosseguimento das cirurgias que já estava em execução.

No início da tarde, pessoas procuravam informações sobre pacientes internados. A aposentada Neuza Alencar afirmou que ainda não tinha notícia da situação da mãe, de 91 anos, que está na UTI do 3º andar do hospital.

A publicitária Eliane Santos, 54, veio ao hospital saber informação do pai, de 95 anos, que está internado na UTI com Covid-19. “Na hora que ficamos sabendo do incêndio viemos correndo. Como ele foi transferido para o quarto, conseguimos falar com ele. Ele disse que as pessoas levaram muito susto, tinha muita gente saindo do hospital”, afirmou.

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, que está no Rio de Janeiro, disse em nota ter designado uma equipe para acompanhar o caso e lhe repassar informações.

Também em nota, o hospital Santa Luzia disse ter havido um foco isolado de incêndio em um equipamento instalado no telhado da unidade, “que foi rapidamente controlado pela Brigada de Incêndio e pelo Corpo de Bombeiros”. De acordo com a nota, foi realizada evacuação preventiva de pacientes, “cumprindo corretamente o que determina o protocolo de segurança”, sendo que todos foram reacomodados de volta ao hospital após autorização dos Bombeiros.

Fonte: Agencia Brasil