Vídeo postado há 4 meses por Chadwick Boseman indicava efeitos do câncer

A morte do ator Chadwick Boseman, aos 42 anos, pegou Hollywood e o mundo inteiro de surpresa. Famoso por viver o super-herói Pantera Negra nas telonas, o ator enfrentava um câncer de cólon em segredo. Ele chegou a filmar vários filmes mesmo em meio à rotina de tratamentos de quimioterapia. 

Em abril, em um vídeo que homenageava o jogador de beisebol Jackie Robinson, que Chadwick viveu nos cinemas, o ator dava indícios dos efeitos da doença. 

O vídeo foi gravado por Chadwick na casa dele, onde estava isolado por conta da pandemia do coronavírus. O astro comemorava a doação de 4,2 milhões de dólares em equipamentos de proteção individual para hospitais que atendiam comunicado afroamericanas. “Estou ouvindo histórias de desespero de pessoas em todo o país, e sabemos que nossas comunidades estão sofrendo mais e precisam urgentemente de ajuda”, afirmou. Chadwick aparecia mais magro nas imagens.

Notícias sobre o diagnóstico de Chadwick jamais vazaram e ele enfrentou a doença com toda privacidade. Durante entrevista, ele chegou a falar que sua intenção era realmente manter sua vida pessoal longe dos holofotes. “(Minha vida) não é da conta de ninguém, de verdade. Quando você fala sobre coisas pessoais, você se torna uma espécie de celebridade. Sua vida pessoal acaba interferindo na profissional. Eu sou um ator e você me conhece pelos personagens que eu interpreto. Você tem uma impressão sobre quem eu sou, mas não sabe realmente tudo”, afirmou.
 

Fonte: Correio