Em momentos parecidos, Bahia e Flamengo se enfrentam em Pituaçu

O ritmo do Campeonato Brasileiro tem sido intenso. Quatro dias depois de ficar no empate por 1×1 com o Palmeiras, o Bahia já tem um novo desafio. Hoje, o tricolor recebe o Flamengo, às 20h30, no estádio de Pituaçu, em jogo válido pela 7ª rodada da Série A.

Na tabela de classificação, os dois times estão praticamente iguais. Com oito pontos em cinco jogos, o Bahia leva vantagem sobre o rubro-negro no saldo de gols e ocupa a oitava colocação, enquanto o rival é o nono com um jogo a mais. Fora das quatro linhas, os dois times também atravessam momentos semelhantes.

Diante do Flamengo, o Bahia vai tentar encerrar um jejum de três jogos sem vencer pela Série A. O último triunfo tricolor foi justamente em Pituaçu, quando bateu o Red Bull Bragantino, por 2×1, na terceira rodada.

Além disso, mesmo tendo sido garantido no cargo pelo presidente Guilherme Bellintani, Roger Machado chega ao confronto pressionado e precisando vencer para aliviar a tensão com parte da torcida.

Do outro lado, o técnico espanhol Domènec Torrent também convive com as críticas pelo fraco desempenho da equipe e resultados ruins desde a saída do Português Jorge Jesus. Nos seis jogos que comandou o time, Torrent venceu apenas dois. A situação deu uma amenizada na última rodada quando a equipe venceu o Santos, por 1×0, na Vila Belmiro.

Mudança forçada
Na busca pelo terceiro triunfo no Brasileirão, Roger Machado vai ser obrigado a mudar o time. No meio-campo, o treinador não poderá contar com o volante Gregore, que recebeu o terceiro amarelo e cumpre suspensão. Ronaldo, que seria o substituto, tem vínculo com o Flamengo e não pode enfrentar o time carioca por força contratual.

O escolhido para o compor o setor foi o volante Elton. Na visão de Daniel, a mudança vai fazer o Bahia ter mais qualidade com a bola no pé.

“Vai diminuir o nosso poder de marcação, mas vai melhorar a qualidade na bola no pé. Elton é um jogador que já fez essa função de segundo volante e temos que explorar isso, ficar mais com a bola. Vamos ter mais qualidade para aproveitar quando estivermos com a bola no pé”, disse ele.

Daniel analisou ainda o que o Bahia deve fazer para conseguir os três pontos no jogo de hoje. Para ele, o estilo de jogo do Flamengo vai proporcionar ao Esquadrão espaços para criar chances de gols.

“O time deles é ofensivo, mas temos grandes jogadores no ataque, no meio-campo temos um bom time. Temos que procurar ficar com a bola, não jogar só no contra-ataque porque o time deles não tem tantos jogadores de marcação forte, são jogadores de mais qualidade no meio-campo, e temos que explorar isso”, afirmou.

O Bahia tem problemas também no gol e na lateral direita. Douglas e João Pedro estão machucados e sem previsão de retorno. Anderson e Nino Paraíba seguem na equipe titular.

Já o Flamengo tem cinco desfalques para o jogo de hoje. O principal deles é no gol. Titular, Diego Alves está machucado e foi vetado. Reserva imediato, César testou positivo para a covid-19 e também está fora.  Quem vai para o jogo então é Gabriel Batista, terceiro goleiro.

Com edema ósseo, o atacante Bruno Henrique também está fora de ação. Já o volante Gerson e o atacante Gabriel Barbosa reclamaram de incômodos no ombro e tornozelo, respectivamente, e não foram relacionados.

Na memória
Na última vez em que Bahia e Flamengo se enfrentaram em Salvador, o Esquadrão saiu com muitos motivos para comemorar. Pelo primeiro turno do Brasileirão do ano passado, o tricolor bateu o rubro-negro por 3×0, na Fonte Nova.

Os três gols foram marcados pelo atacante Gilberto, todos no primeiro tempo da partida.

Fonte: Correio