Flamengo bate o Fortaleza e chega ao terceiro triunfo seguido

O Flamengo obteve a terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro, ao derrotar o Fortaleza, neste sábado (5), por 2×1, no Maracanã, em duelo válido pela oitava rodada. Com o resultado, o atual campeão nacional alcança os 14 pontos, enquanto o time cearense permanece com oito.

O Flamengo não repetiu a boa atuação no meio de semana, em Salvador, quando bateu o Bahia por 5×3. O técnico Domènec Torrent optou por deixar Gabriel no banco de reservas e colocar em campo Pedro, autor de dois gols no jogo anterior.

Após um início eletrizante, o que se viu foi um Flamengo que trocou muitos passes, mas não conseguiu superar a forte “muralha” armada por Rogério Ceni, característica do time quando joga longe do Ceará.

O começo do jogo deu a sensação de que o Flamengo iria impor uma vitória repleta de gols como fizera na quarta-feira. Bastante agressivo, o rubro-negro não demorou para abrir o placar e com mais um golaço de Everton Ribeiro.

O meia lançou para Pedro no meio da área. O centroavante finalizou e Felipe Alves espalmou. Everton Ribeiro pegou a sobra, deu um chapéu no goleiro e completou de cabeça para dentro do gol, aos cinco minutos.

A vantagem no placar não diminuiu o ímpeto do Flamengo, que se descuidou na defesa. Oswaldo, pela esquerda, muito veloz, invadiu a área e foi derrubado por Isla. Pênalti, que Juninho bateu no meio do gol, aos 13 minutos.

A partir daí, o jogo ficou aberto. O Flamengo teve o domínio e o maior número de oportunidades para fazer o gol, mas foi impedido por pelos menos duas boas defesas de Felipe Alves.

O Fortaleza foi muito perigoso com Oswaldo, que levou vantagem sempre sobre Isla, e até acertou a trave. O lateral chileno mostrou melhor desempenho no apoio ao ataque.

No segundo tempo, Gabriel entrou no lugar de Pedro, mas o Flamengo voltou a ser o time engessado dos jogos anteriores ao do Bahia. A troca de passes deu lugar a bolas levantadas na área, o que facilitou o trabalho do setor defensivo do Fortaleza

Em compensação, Oswaldo cansou depois do primeiro tempo frenético e deixou de incomodar Isla pela ponta-esquerda. Com isso, o jogo ficou morno. Domènec sacou Michael, mas preferiu colocar Lincoln a Pedro Rocha, aos 26 minutos.

Aos 32, colocou Diego e Pedro Rocha. O técnico catalão mostrou total desespero e descontrole em busca da vitória. Apesar de todas as alterações, o Flamengo seguiu sem conseguir furar o bloqueio armado por Rogério Ceni.

Para piorar, Pedro Rocha, em lance isolado, sentiu uma lesão e teve de sair, deixando o Flamengo com dez jogadores. Quando tudo parecia perdido, Gabriel fez o segundo gol, aos 41 minutos. Após tantos cruzamentos na área, um levantamento de Matheuzinho achou o artilheiro livre para conferir.

Os minutos finais foram de pressão do Fortaleza em busca do empate. O goleiro Felipe Alves até chegou a ir na área rubro-negra, mas não teve sucesso.

Fonte: Correio