Filhotes de mico-leão-preto, espécie rara, nascem no Zoológico de São Paulo

A Fundação Parque Zoológico de São Paulo anunciou, nessa quarta-feira (9), o nascimento de dois micos-leões-preto. A espécie é rara e chegou a ser considerada extinta por mais de seis décadas, mas foi reavistada em 1970, no Parque Estadual Morro do Diabo, no oeste do Estado de São Paulo. Desde 2014, o mico-leão-preto é símbolo da conservação da fauna no Estado e Patrimônio Ambiental do Estado de São Paulo.

O nascimento dos filhotes ocorreu no dia 16 de agosto. Segundo o zoológico, eles nasceram em uma área restrita conhecida como “Micário”, local destinado à reprodução de três das quatro espécies de micos-leões existentes: mico-leão-preto (Leontopithecus chrysopygus), mico-leão-da-cara-dourada (Leontopithecus chrysomelas) e o mico-leão-dourado (Leontopithecus rosalia).

“Os filhotes irão permanecer com os pais por um longo período, recebendo todos os cuidados necessários para o pleno desenvolvimento. A dieta do mico-leão-preto na Fundação Zoológico é composta por cenoura, beterraba, abóbora, mamão, melão, maçã, ração específica para primatas, ovos e carne de frango cozidos. Como complemento nutricional, o primata recebe também grilo, tenébrio e baratas de espécies distintas”, informou o zoológico em nota.

Veja fotos

 

 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A Fundação Parque Zoológico de São Paulo comunica o nascimento de dois micos-leões-preto 🐒🥰🐒, espécie rara, ameaçada de extinção e considerada por decreto, símbolo da conservação da fauna no estado de São Paulo desde 2014. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A espécie chegou a ser considerada extinta por mais de seis décadas. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Em 1970, foi avistada novamente por cientistas no Parque Estadual Morro do Diabo, no extremo oeste do estado, e a partir de então, medidas urgentes de conservação foram implementadas. Confira outras informações na reportagem ⬇️ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 📷 Filhotes de mico- leão-preto na Fundação Zoológico. Fotos: Ana Maria Macagnan

Uma publicação compartilhada por Zoológico de São Paulo (@zoosaopaulo) em 10 de Set, 2020 às 6:17 PDT

 

Com a chegada dos novos moradores, a população de mico-leão-preto no local soma 35 indivíduos – a maior do mundo mantida sob cuidados humanos. Segundo censo realizado no ano de 2019, a população em cativeiro no mundo é composta por 61 indivíduos. Na natureza, estima-se que existam 1.400 indivíduos.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Fonte: Agencia Brasil