Ana Paula Valadão afirma que Aids é doença de homossexual e que ser gay é pecado

O nome da cantora e pastora mineira Ana Paula Valadão está entre os assuntos mais comentados do Twitter na manhã deste sábado (12). Isso porque a religiosa deu uma declaração polêmica. Durante o programa de televisão em que ela apresenta, Ana comentou sobre a homossexualidade. 

“Muita gente acha que isso é normal. Isso não é normal. Deus criou o homem e a mulher e é assim que nós cremos. Qualquer outra opção sexual é uma escolha do livre arbítrio do ser humano. E qualquer escolha leva a consequências”, opinou.

Ana Paula ainda acrescentou. “A Bíblia chama de qualquer opção contrária ao que Deus determinou, de pecado. E o pecado tem uma consequência que é a morte.  Taí a Aids para mostrar que a união sexual entre dois homens causa uma enfermidade que leva à morte e contamina as mulheres, enfim… Não é o ideal de Deus.”

 

 

Os comentários considerados homofóbicos geraram muitos protestos na internet. Nesta sexta (10), o irmão de Ana Paula, o também pastor André Valadão, líder da Igreja Batista da Lagoinha, declarou que gays não podem frequentar a igreja, mas somente, um clube gay.

André foi questionado por um fiel sobre dois rapazes protestantes que estariam namorando. “Dois rapazes que são membro da igreja estão namorando. Expulsa eles ou deixa na igreja?”.

E foi então que o religioso respondeu: “Podem ir para um clube gay, mas na igreja não dá” – essa foi a resposta do pastor evangélico líder da Igreja Batista da Lagoinha, André Valadão, quando questionado por um fiel sobre dois rapazes protestantes que estariam namorando. “Dois rapazes que são membro da igreja estão namorando. Expulsa eles ou deixa na igreja?”, foi a questão feita por um seguidor do religioso nessa terça-feira (8), pelo Instagram. 

 

 

O sexo seguro se chama aliança do casamento

pe um livre arbítrio

Fonte: Agencia Brasil