Hamilton supera Bottas por 0s059 e faz sua 95ª pole na Fórmula 1

Lewis Hamilton viu o companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas, liderar todos os treinos livres para o GP da Toscana. No entanto, como de costume, o hexacampeão mundial foi dominante no momento mais importante, a sessão classificatória, e conquistou neste sábado (12) a pole para a primeira corrida no circuito de Mugello na história da Fórmula 1.

Na primeira tentativa do Q3, Hamilton fez a melhor volta do fim de semana ao anotar o tempo de 1min15s144. Ele foi apenas 0s059 mais veloz que Bottas (1min15s203), que largará em segundo. O britânico conquistou a 95ª pole position na categoria e a sétima em nove possíveis nesta temporada, ampliando o seu domínio.

“Essa pista é fenomenal e desafiadora. Eu tenho trabalhado duro nos bastidores para melhorar o meu traçado de corrida e o acerto do carro. Finalmente consegui a volta que precisava”, celebrou o líder do Mundial de Pilotos.

Um dos que têm tentado ameaçar o domínio das Mercedes nesta temporada, o holandês Max Verstappen, da Red Bull, terminou a sessão em terceiro, com o tempo de 1min15s509, 0s365 mais lento que o pole Hamilton. Ele terá que recuperar terreno depois de abandonar a última prova em Monza e perder a vice-liderança do campeonato para Bottas.

O tailandês Alexander Albon, da Red Bull, foi o quarto, seguido por Charles Leclerc. O monegasco salvou a Ferrari de um novo vexame na classificação para o milésimo GP da escuderia italiana na história da Fórmula 1. O alemão Sebastian Vettel, porém, não conseguiu se classificar para o Q3 mais uma vez e vai largar somente em 14º no grid.

Os dois pilotos da Racing Point ficaram na sexta e sétima posições, com Sergio Pérez à frente de Lance Stroll, mas as posições serão invertidas no grid por conta de uma punição ao mexicano referente a um incidente com Kimi Raikkonen no segundo treino livre, na sexta-feira.

A Renault colocou o australiano Daniel Ricciardo em oitavo e o francês Esteban Ocon em décimo. Entre eles ficou o espanhol Carlos Sainz Jr., da McLaren. Ocon, aliás, rodou na parte final do treino e provocou o encerramento precoce do Q3, atrapalhando vários pilotos que tentavam uma última volta rápida.

A largada para o GP da Toscana, no circuito de Mugello, a nona etapa da temporada 2020 da Fórmula 1, está prevista para as 10h10 de domingo (13).

Fonte: Correio