Suspeita de matar atriz pornô vendeu pertences da vítima depois do crime

A suspeita de assassinar Luane Honório de Souza, conhecida como Aline Rios, 28 anos, vendeu pertences da atriz de filmes pornô depois do crime, segundo familiares contaram ao portal UOL. A suspeita é a jovem chamada Vitória Roberta Alves da Silva, 18, com quem Luane dividia o apartamento. 

Uma tia da vítima, que pediu anonimato, afirmou que Vitória ligou para ela para avisar que havia vendido os pertences de Luane, como um secador de cabelo e um micro-ondas. “A motivação do crime foi maldade, uma maldade tremenda. Ela é uma pessoa ruim. Eu espero que a justiça seja feita. Essa menina é perigosa”, disse à publicação.

A atriz chegou a ficar três meses internada em um hospital de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, depois de ser esfaqueada e atingida por pedradas na cabeça, mas morreu no dia 1º de setembro. De acordo com a Polícia Civil, após sofrer os golpes, Luane pediu ajuda na rua e foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A vítima chamou Vitória para morar com ela, dizem familiares, por pena da jovem, que não tinha mais contato com a família. Vitória será indiciada por homicídio provocado por arma branca e terá a prisão solicitada ao Poder Judiciário na próxima semana.

Fonte: Correio