Rui amplia liberação de transporte intermunicipal para 303 cidades

O governo do Estado ampliou nesta segunda-feira (14) a liberação de transporte intermunicipal em toda a Bahia. Antes, 63 municípios tinham transporte autorizado. Agora, 303 cidades poderão retornar a atividade, seguindo critérios ligados à pandemia de covid-19, como taxa de ocupação de leitos de UTI e taxa de contaminação das regiões. O decreto com o nome das cidades será publicado ainda hoje no Diário Oficial e vai valer até o dia 27, inicialmente.

Veja as cidades que seguem com restrições:

“Nós estamos assinando um novo decreto pra regulamentar o transporte intermunicipal. Estamos fazendo uma progressão em relação a queda de casos que temos na Bahia. Vamos ampliar a liberação do transporte. Antes liberamos cidade com até 100 km de distância de Salvador. Agora, vamos flexibililzar o transporte para 303 cidades. Mas vamos continuar monitorando os casos em toda Bahia”, afirmou o governador Rui Costa, em coletiva virtual.

Algumas cidades, a maioria nas regiões Sul e Extremo Sul, vão continuar com transporte suspenso. “Em 114 cidades, o transporte intermunicipal continua suspenso. De todas as regiões do estado, só a regiões sul e extremo Sul permanecem com restrições porque são as áreas que têm uma resistência do vírus por lá. Mas, se houver uma redução de contaminação e queda dos leitos de UTI, podemos repensar a situação. Nessas regiões, o transporte entre as cidades localizadas ali está liberado. Só não pode ônibus de outras regiões para lá e de lá para outras regiões”, explicou Rui.

A Agerba, em parceria com a Polícia Militar, fará as fiscalizações. “Caso exista um descumprimento das normas, vamos aplicar multas que serão progressivas de acordo com a legislação brasileira. No caso dos ônibus, precisa garantir, além da higienização, o processo de espaçamento do ambiente e a metade da ocupação de passageiros”, diz.

O protocolo para o transporte inclui 50% da lotação dos ônibus, com cadeiras alternadas, uso obrigatório de máscara durante toda a viagem e disponibilização de álcool em gel para os passageiros, além da aferição de temperatura antes do ingresso no ônibus. 

Vacina e volta às aulas
Durante a coletiva on-line, Rui falou também sobre a corrida pela vacina contra a covid-19 e a possível volta às aulas. O governador lembrou que não uma data certa para estipular quando a vacina estará disponível, mas que se mantém otimista. “Há muita controvérsia sobre o prazo da vacina. Prefiro me alinhar aos que têm uma previsão mais otimista e trabalhar pra possibilitar o desenvolvimento mais eficiente e rápido possível”, disse.

Ele repetiu que não se deve ter preconceito com as vacinas por conta do país de onde elas vão sair. A Bahia fez um acordo com a Rússia e agora depende de liberação para começar os testes com a vacina Sputnik V. “Estamos aguardando a documentação da Rússia e vamos encaminhar para Anvisa e para o conselho que avalia. Vamos começar pelo Couto Maia com voluntários. Acho que fixar data em dezembro ou janeiro é prematuro. Acredito que no primeiro semestre podemos ter”, completou.

Enquanto isso, a testagem na comunidade escolar, incluindo alunos, professores e funcionários, continua. “Nós estamos avançando e fazendo testes em todo o Subúrbio de Salvador como preparação. Já fizemos testes em todo o estado. Essa etapa da flexibilização dos transportes é uma etapa que pode chegar sim a liberação das aulas. Nós queremos avaliar como o coronavírus vai se comportar com essas liberações. Mas ainda é prematuro falar em data”, acredita.

Fonte: Correio