Arthurzinho, de cabeça, superou Jean em Ba-Vi vencido pelo Vitória em 1992

Arthurzinho fez o gol do triunfo rubro-negro em Ba-Vi de 1992
(Foto: Antenor Pereira/Arquivo CORREIO)

Tamanho não é documento mesmo. Nesta foto feita numa das partidas do Campeonato Baiano de 1992, o meia Arturzinho, do Vitória, está no chão, mas foi do alto de seu 1,62m, de cabeça, que ele decidiu o Ba-Vi disputado naquele dia 11 de outubro e registrado pelo fotógrafo Antenor Pereira, do CORREIO.

O gol de Arthurzinho, que superou o goleiro Jean, foi o único do jogo. O placar foi 1×0 e o Vitória pode dizer que o triunfo foi suado. Quando Arturzinho marcou o gol pelo Vitória, o time já jogava com dois atletas a menos – Dourado e Evandro tinham sido expulsos no primeiro tempo. Esta e outras partidas inesquecíveis do Rubro-Negro foram lembradas por Herbem Gramacho, aqui no CORREIO, numa seleção de jogos dos anos 1990.

Em 1992, o Vitória levou não só esse jogo, como também o Baianão e subiu para a série A do Brasileiro. A década de 1990 é considerada pelo clube como a de sua consolidação. Foi nos anos 90 que o Vitória consolidou suas divisões de base. Para o clube, o investimento foi essencial para o crescimento do Vitória, que foi campeão baiano seis vezes em dez anos: além de 1992, também em 1990, 1995, 1996, 1997 e 1999.

Em 1993, ano seguinte a essa partida fotografada pelo CORREIO, o Vitória chegou à final do Campeonato Brasileiro e disputou o título com o Palmeiras. Mesmo sem levar o campeonato, o Vitória ficou conhecido na temporada como ‘Brinquedo Assassino’. Em 1999, no centenário, o time levou, além do Campeonato Baiano, a Copa do Nordeste. Ficou com o 3º lugar no Campeonato Brasileiro.

Arthurzinho, o homem do gol daquela partida de 1992, foi campeão pelo Vitória como jogador e como trinador. Era ele que estava no comando do time campeão baiano em 1997 e 2000.

Fonte: Correio