Cátia Raulino atuou por quase 1 ano em cargo de confiança no TJ-BA

A suposta jurista Cátia Regina Raulino atuou por um ano em um cargo de confiança do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Ela é investidada por exercer a advocacia ilegalmente em Salvador e por plagiar trabalhos de estudantes universitários.

De acordo com o TJ-BA, a mulher ocupou o cargo temporário de supervisora no local de fevereiro de 2013 a janeiro de 2014. Não foi informado, no entanto, em que setor ela atuava.

A polêmica sobre Cátia Raulino veio à tona em agosto, quando pelo menos três estudantes acusaram a suposta jurista de plágio. Além disso, ela diz ser formada em Direito e ter mestrado, doutorado e pós-doutorado, porém não apresentou nenhuma comprovação e todas as universidades em que ela diz ter estudado negam que ela seja formada. 

Um inquérito policial foi aberto para investigar o caso.  

Fonte: Correio