Prédios do governo serão reabilitados em programa de requalificação do Centro Antigo

Como parte do projeto para requalificar o Centro Antigo de Salvador, a região deve ter prédios do governo reabilitados e um programa de habitação para o servidor público. A iniciativa foi anunciada pelo governador Rui Costa, nesta quinta-feira (24).

“Um conjunto de intervenções que têm o objetivo de destacar todo o patrimônio arquitetônico e histórico da cidade. Isso faz parte de um investimento grande na recuperação do centro antigo. O próximo passo é fazer projeto habitacional para servidor público para retornar a ocupação aqui de pessoas. O que dá resultado na recuperação dos centros é conseguir habitar o lugar. Vamos iniciar os projetos de habilitação com os prédios do governo, mas, ao longo do tempo, vamos procurar proprietários dos prédios para continuar com o processo de ocupação”, explicou.

Ao todo, são R$ 126 milhões de investimentos. A iniciativa é do Governo do Estado da Bahia, via Diretoria de Habitação e Urbanização Integrada (Dihab) da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder). 

Já o programa de habitação ainda está sendo estudado pelo governo. “O projeto piloto de habitação é para servidor para verificar a adesão e como o projeto vai funcionar”, disse Rui Costa.

Como o nome de ‘Pelas Ruas do Centro Antigo de Salvador’, o programa está dividido em cinco lotes na cidade. O lote 1 reúne os bairros Comércio e Calçada (52 ruas). O lote 2 beneficia o Centro, Nazaré, Largo 2 de Julho e Politeama (85). Já os bairros da Saúde, Barris, Tororó e Liberdade (118 ruas) formam o lote 3. Enquanto o lote 4 corresponde ao bairro do Santo Antônio (5 ruas) e o lote 5 ao Barbalho, Macaúbas, Lapinha e Soledade (43 ruas).

O programa contempla ainda o importante complexo viário entre o Dique do Tororó, Largo das Sete Portas, Aquidabã, Vale de Nazaré e a Estação de Transbordo da Lapa. 

O governador disse ainda que está investindo em segurança na região. “Além disso, estamos implantando câmeras para acrescentar na segurança da região e deixar as pessoas mais tranquilas para habitar aqui. A questão da segurança está sendo pensada por nós e vamos reforçar isso”, completou o governador.
 

Fonte: Correio