Primeira-dama Michelle Bolsonaro autoriza investigação de ataques na internet

A primeira-dama Michelle Bolsonaro, esposa do presidente da República, Jair Bolsonaro, autorizou nessa quinta-feira (24) a abertura de inquérito para investigar ofensas na internet contra ela. Nesse tipo de caso, é preciso que a possível vítima vá até a delegacia fazer o requerimento.

Segundo informações do portal G1, Michelle foi ouvida na Delegacia de Crimes Eletrônicos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) em São Paulo, onde permaneceu por cerca de 10 minutos. Ela deixou o local sem fazer declarações à imprensa.

Leia mais: Michelle Bolsonaro tem supostos dados vazados por grupo de hackers

Conforme a polícia, sua defesa fez um requerimento para que sejam investigadas ofensas recebidas por ela, que podem configurar crime contra a honra. O caso será assumido pela 4ª Divisão de Investigações Gerais do DEIC, na delegacia de crimes cometidos por meios eletrônicos.

Fonte: Agencia Brasil