Vitória perde do CSA por 1×0 e encerra invencibilidade no Barradão

Acabou a invencibilidade do Vitória em casa na Série B. Nesta terça-feira (29), o Leão foi derrotado pelo CSA por 1×0, seu primeiro revés em seis jogos no Barradão – até então, eram quatro vezes ganhando e uma empatando. De quebra, o rubro-negro perdeu a oportunidade de figurar ou colar no G4, além de desperdiçar a chance de embalar dois triunfos seguidos.

O único gol da partida foi anotado por Paulo Sérgio, aos 12 minutos. Diferente do duelo anterior, contra o Oeste, nada de virada para o Leão. Dessa forma, o time do técnico Bruno Pivetti estacionou nos 17 pontos e ficou em 7º. Ainda pode perder mais uma posição se o Náutico vencer o líder Cuiabá por três gols de diferença no jogo que começa às 22h30, na Arena Pantanal. 

Já o CSA alcançou seu terceiro triunfo seguido, o primeiro fora de casa, e agora soma 13 pontos.

Quando entraram em campo, no Barradão, Vitória e CSA eram verdadeiros opostos. O primeiro ostentava a melhor campanha da Série B como mandante, enquanto o alagoano amargava o pior aproveitamento do campeonato como visitante. Eis que quem inaugurou o placar foi, justamente, a zebra. 

Após tentativas sem sustos de Léo Ceará e Alisson Farias, o rubro-negro viu Yago rolar a bola para Paulo Sérgio. Ronaldo saiu mal e o atacante, mesmo sem muito ângulo, aproveitou para chutar e marcar o 1×0, aos 12 minutos. Aos 23, por pouco o mesmo jogador não ampliava, mas finalizou por cima do travessão. Pouco depois, mais uma chance clara perdida pelo camisa 10, de novo mais alta que a meta de Ronaldo.

O Vitória, por sua vez, mostrava um futebol ruim. Mesmo com posse de bola maior, o anfitrião errava muitos passes, mostrava dificuldade de movimentação e criação e, diferente do rival, não conseguia qualquer chance clara. Ainda sofreu sufoco aos 40 minutos, quando Lucas Cândido errou na saída de bola e Paulo Sérgio dominou e surgiu em contra-ataque rápido. Ronaldo, porém, saiu e conseguiu evitar o 2×0.

No fim do primeiro tempo, aos 44, Ewandro, que fazia sua estreia como titular, chegou a balançar as redes e saiu comemorando, só que a arbitragem flagrou posição de impedimento de Lucas Cândido, que tocou na bola antes do atacante, e anulou o gol.

O Vitória voltou do intervalo mais ligado, trocando passes na área ofensiva de olho no empate. Ficou perto do 1×1 aos 4 minutos, após uma cobrança de falta de Carleto, que mandou na área e João Victor cabeceou – mas Castán, em cima da linha, tirou. O lateral ainda teve mais duas boas oportunidades com a bola parada, ambas direto para o gol, só que pararam em Matheus Mendes.

O rubro-negro seguiu com a pressão, sem desistir do empate. Léo Ceará cabeceou muito perto da trave, Bocão mandou em cima da defesa do CSA, Ewandro cruzou para o corte de Castan, Carleto tentou em nova falta… Mas não deu. Primeira derrota do Vitória no Barradão nesta Série B.

FICHA TÉCNICA

Vitória x CSA – 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Vitória: Ronaldo, Leandro Silva (Jonathan Bocão), João Victor (Maurício Ramos), Wallace e Thiago Carleto; Guilherme Rend (Eduardo), Lucas Cândido (Fernando Neto) e Marcelinho (Juninho Quixadá); Ewandro, Alisson Farias e Léo Ceará. Técnico: Bruno Pivetti.

CSA: Matheus Mendes; Diego Renan, Cleberson, Luciano Castan e Rafinha; Márcio Araújo, Geovane e Yago (Marquinhos); Pimpão (Allano), Paulo Sérgio (Andrigo) e Pedro Júnior (Pedro Lucas). Técnico: Mozart.

Estádio: Barradão, em Salvador.
Gol: Paulo Sérgio, aos 12 minutos.
Cartão amarelo: Matheus Mendes, do CSA.
Arbitragem: Leo Simão Holanda, auxiliado por Cleberson do Nascimento Leite e Eleutério Felipe Marques Junior (trio do Ceará).

Fonte: Correio