Fim do jejum: artilheiro, Gilberto não fazia gol desde o Carnaval

Você lembra o que estava fazendo na Quarta-feira de Cinzas? Pois naquele dia 26 de fevereiro havia sido a última vez que Gilberto marcara um gol pelo Bahia, em dose dupla na vitória de 3×1 contra o Nacional do Paraguai, fora de casa, pela Copa Sul-Americana. O jejum durou até esta quarta-feira (30), sete meses e 13 jogos depois, quando o atacante fez o primeiro no triunfo de 2×1 sobre o Botafogo no Engenhão, no Rio de Janeiro.

Gilberto anotou o primeiro gol da noite. Aos 41 minutos do 1º tempo, aproveitou cruzamento de Marco Antônio em cobrança de falta da direita e testou firme. Élber e Pedro Raul, ambos no 2º tempo, assinaram os outros. Apesar do longo jejum, o centroavante ainda é o artilheiro do time na temporada, com oito gols.

A partida, que embora válida pela 1ª rodada foi a 12ª do Bahia no Brasileirão, representou muito para o centroavante e mais ainda para o time na competição. O Esquadrão iniciou o confronto como lanterna e terminou com 16º colocado, fora de zona de rebaixamento.

Ao fim do confronto, o treinador Mano Menezes falou sobre o peso que o camisa 9 tirou das costas. “Gilberto já estava incomodado com essa situação. A gente tenta tranquilizar, mas para um artilheiro o gol é fundamental. Ele pode ajudar a equipe, pode fazer assistências, mas ele só se sente bem quando marca. E felizmente isso aconteceu hoje, numa cobrança de falta que trabalhamos ensaiada ontem. Marco Antônio cobrou de forma muito qualificada, Gilberto cabeceou firme. Já tinha cabeceado num lance anterior, num escanteio”.

Fonte: Correio