Vítima de queda de prateleiras em mercado tinha 19 anos e era funcionária do local

Elane de OIiveira Rodrigues não resistiu a ferimentos (Foto: Reprodução)

Única vítima fatal da queda de cinco torres de prateleiras com mercadorias, na unidade do Mix Mateus Atacarejo, em São Luís do Maranhão, Elane de Oliveira Rodrigues, de apenas 19 anos, era funcionário do local.

O acidente ocorreu na noite dessa sexta-feira (2) e foi registrado por câmeras de segurança do estabelecimento, que estava cheio de clientes no momento da queda. Elane era natural de Vizeu, no Pará.

Ainda não há informações sobre o que causou a queda, mas as primeiras informações dão conta de uma manobra mal feita por uma empilhadeira, o que acabou derrubando uma das colunas de prateleiras e os pallets empilhados nela, provocando um efeito dominó. 

O governador do Maranhão, Flávio Dino, afirmou neste sábado (3) que o Corpo de Bombeiros está finalizando os trabalhos de busca e resgate no local. Além disso, demonstrou solidariedade aos feridos e familiares.

“Equipes finalizando os trabalhos no local do acidente no supermercado Mateus. Números atualizados: 1 vítima fatal e 8 feridos. Minha solidariedade com todos e com suas famílias. Meu reconhecimento aos bombeiros, policiais e profissionais de saúde pela dedicação”, afirmou o governador maranhense no Twitter.

Eram exatamente 20h16 desta sexta quando as cinco torres de prateleiras começou a desabar. Houve pânico e correria entre clientes e funcionários. 

Após as próprias testemunhas iniciarem os resgates de pessoas sobre os materiais, bombeiros e paramédicos do Samu fizeram buscas por vítimas. 

Prateleiras de supermercado desabam e deixam um morto no Maranhão; veja vídeo

Foto: Reprodução

Pelo menos sete ambulâncias, um helicóptero do Centro Tático Aéreo (CTA) e homens da Polícia Militar maranhense foram mobilizados para atender a ocorrência. As buscas por vítimas começaram no escuro porque a energia elétrica foi cortada logo após o acidente por causa do risco de incêndio.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de São Luís, quatro hospitais públicos municipais acionaram planos de emergência, inclusive chamando médicos e enfermeiros de folga, para receber as vítimas do acidente. 

Por volta das 23h dessa sexta, o grupo Mateus, o maior varejista do Maranhão, divulgou uma nota oficial, confirmando o acidente e afirmando que acionou as autoridades de segurança pública do Estado. “O grupo Mateus reforça que, neste momento, o importa é o resgate dos envolvidos no acidente, o apoio às vítimas e seus familiares. Para nós, a prioridade são as pessoas”, dizia a nota. A operação para localizar possíveis vítimas prossegue na capital maranhense”, divulgou a empresa.

Fonte: Correio