Feminicídio: mulher é agredida até a morte por companheiro em São Gonçalo do Retiro

Uma mulher identificada como Rosilene Souza Barbosa, 40 anos, foi agredida até a morte pelo companheiro, na madrugada deste domingo, no bairro de São Gonçalo do Retiro. O crime ocorreu por volta das 0h40, na Travessa 8 de Dezembro. A polícia foi acionada e chegando ao local encontrou a vítima sendo atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas ela não resistiu. O suspeito foi localizado no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) e conduzido para o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Em nota, a Polícia Militar (PM) informou que policiais da 23ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Doron) foram acionados pelo Centro de Comunicação Integrada (Cicom), órgão da Secretaria de Segurança Pública (SSP) para atender a uma denúncia de agressão a uma mulher na Travessa 8 de Dezembro. “No local, a guarnição encontrou agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorrendo a vítima, que foi agredida pelo companheiro, porém não resistiu aos ferimentos”. 

Ainda segundo a PM, a área foi isolada e o Serviço de Investigação em Local de Crime (Silc) acionado para realizar perícia e remoção do corpo. “Os militares deslocaram até o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), onde localizaram e conduziram o suspeito para o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP)”.

Questionada pelo CORREIO se o suspeito tinha ido a unidade hospitalar em busca de atendimento, a PM informou que a informação deveria ser levantada com a Polícia Civil. O CORREIO pediu mais informações do caso à Polícia Civil, mas até o momento não obteve retorno.

 Também na madrugada deste domingo (4) outra mulher foi encontrada morta, por volta de 1h30, na rua Acalanto, 526, no bairro de São Cristóvão. Em nota, a PM informou que policiais militares da 49ª CIPM (São Cristóvão) foram acionados pelo Cicom com denúncia de que havia um corpo do sexo feminino. “No local, a guarnição constatou a veracidade do fato, isolou o local e acionou o Silc, para realizar perícia e remoção. A autoria e motivação são desconhecidas”, informa  a nota. O crime será investigado pelo Polícia Civil.
 

Fonte: Correio