Mãe de SC é suspeita de quebrar perna de filha de 3 anos que não 'deu descarga'

Uma jovem de 21 anos foi presa na última terça-feira (6) suspeita de quebrar a perna da filha, de três anos, devido à criança não conseguir acionar a descarga do vaso sanitário. O caso ocorreu em Chapecó, em Santa Catarina. A ocorrência foi levada à Delegacia da Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) da cidade depois de a mãe levar a criança para ser atendida no Hospital Regional do Oeste. 

Aos profissionais de saúde, ela alegou que a filha havia caído de uma escada, mas a justificativa gerou suspeita e, as autoridades, chamadas. Conforme investigação da Polícia Civil, a criança estava há sete dias dentro da casa onde vivia com a mãe com a perna quebrada e com febre. A jovem levou a menina ao hospital apenas por desconfiança de uma vizinha, afirma a instituição. 

O delegado responsável pelo caso Washington Vieira relatou ao UOL que a menina passou por exame de corpo de delito, mas não houve razões apontadas para a perna quebrada que pudessem ter ocorrido por acidente. Uma entrevista realizada com uma psicóloga também revelou que as agressões foram provocadas pela mãe dela. 

“Constatamos que essa versão de queda de escada não consistia porque ela não apresentava essas características, como outras lesões em diferentes partes do corpo. Na entrevista com a psicóloga, a garota acabou revelando que foi agredida pela mãe e que teria sido orienta da a mentir a fim de ocultar a autoria do crime”, afirmou o Vieira ao portal.

Em depoimento após a prisão, a jovem reafirmou que a filha caiu de uma escada. Ela responderá por tortura qualificada e foi encaminhada à Penitenciária de Chapecó. A menina está sob cuidados de familiares e se recupera, informou a Polícia Civil. 

Fonte: Agencia Brasil