Na estreia de Barroca, Vitória recebe o Avaí e tenta reabilitação

O Vitória terá neste sábado (10) seu primeiro desafio sob o comando de Eduardo Barroca. O time entra em campo às 16h, para enfrentar o Avaí no Barradão. E, além de querer passar boa impressão em sua estreia, o técnico ainda tem como missão redimir a equipe dos últimos dois jogos em casa – as derrotas para o CSA, por 1×0, e América-MG, por 2×1. Entre elas, ainda teve um empate em 1×1 com o Operário, no Paraná.

Assim como o confronto com o América, o duelo contra o Avaí é o chamado ‘jogo de seis pontos’. Afinal, os dois times estão bem próximos na tabela: o Leão aparece em 11º, com 18 pontos, um a menos que o adversário, que ocupa a 9ª colocação. Assim, vencer não significa apenas subir posições, mas neutralizar um concorrente direto na luta pelo G4. Quem ganhar ainda não entra na zona de classificação, porém se fortalece na corrida por uma aproximação, enquanto o perdedor ficará em situação mais complicada.

Em sua apresentação, na quinta-feira, Barroca disse exatamente pensar em “resultados a curto prazo”. Também falou que trabalhará com “sentimento de urgência” nesse primeiro momento, justamente mirando colar nas primeiras posições da tabela novamente.

Para isso, o novo técnico contará com o atacante Léo Ceará, artilheiro rubro-negro na Série B com cinco gols marcados. Após desfalcar a equipe por duas rodadas, cumprindo suspensão imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), ele está liberado para retornar. 

Quem também apareceu na lista dos relacionados para a partida foi o lateral esquerdo reserva Rafael Carioca, recuperado de lesão na coxa. Já o volante Lucas Cândido ficou de fora por opção de Barroca.

O rubro-negro deve ter como titulares: Ronaldo, Jonathan Bocão, João Victor, Wallace e Thiago Carleto; Guilherme Rend, Fernando Neto e Marcelinho; Ewandro, Léo Ceará e Alisson Farias. 

Reencontro com Geninho
O jogo marcará o reencontro do Vitória com Geninho. O treinador estava no comando rubro-negro até junho, mas, ainda durante a paralisação do futebol por causa da pandemia de covid-19, foi demitido sob a alegação dos problemas financeiros do clube, agravados com a perda de receita. Com o ex-técnico, o time teve 50,6% de aproveitamento ao longo de 25 partidas. No início de agosto, ele acertou com o Avaí.

Na Série B, a equipe catarinense teve um início ruim, com apenas 33,3% de rendimento nos primeiros 10 duelos (seis derrotas, um empate e três vitórias), mas, recentemente, tem conseguido se recuperar. Nos últimos quatro jogos disputados, somou três triunfos e um revés.

Fora de casa, o Avaí fez seis partidas e somou sete pontos – ganhou duas, empatou uma e perdeu três. Seu último compromisso longe da Ressacada, aliás, foi um tropeço, diante do CRB, por 3×1. Já o Vitória, mesmo com as duas derrotas no Barradão, ainda está entre os melhores mandantes da segunda divisão: tem o 5º melhor aproveitamento, com 61,9%. 

No duelo, Geninho não contará com o atacante Rildo, ex-Vitória, lesionado, nem com o zagueiro Airton, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, que será substituído por Alan Costa, também ex-Leão e recém-chegado do CSA. Por outro lado, o atacante Ronaldo está regularizado e pode estrear. Mas, sem atuar desde 23 de agosto, pelo Sport, ele deve iniciar no banco.  

Assim, uma possível formação do Avaí tem Lucas Frigeri, Iury, Rafael Pereira, Alan Costa e João Lucas; Ralf, Jean Martim, Pedro Castro e Valdívia; Getúlio (Rômulo) e Gastón Rodriguez.

Fonte: Correio