Sabatina do CORREIO desta quinta-feira entrevista Olívia Santana e Rodrigo Pereira

A sabatina com os candidatos à prefeitura de Salvador, realizada pelo CORREIO com o apoio do E Estúdio e ITS Brasil, irá entrevistar os prefeituráveis Olívia Santana (PCdoB) e Rodrigo Pereira (PCO), nesta quinta-feira, 22. A entrevista de Olívia Santana acontece das 11h às 12h e a de Rodrigo Pereira, das 13h às 14h. As sabatinas podem ser acompanhas ao vivo pelos perfis do CORREIO nas redes sociais Facebook, Instagram e Youtube.

Desde a segunda-feira, 19, já foram sabatinados os candidatos Hilton Coelho, Celsinho Cotrim, Bacelar, Cézar Leite e Major Denice. Até o final do programa, também será entrevistado o candidato Bruno Reis (DEM).

O nono candidato à prefeito de Salvador, Pastor Isidório, foi convidado, mas disse que não poderá participar da sabatina por falta de espaço na agenda.

Confira a agenda das sabatinas que ainda vão ocorrer:

Olívia Santana (PCdoB)

Quinta, 22, das 11h às 12h  

Principais propostas: 

1.  Organizar a volta às aulas com segurança e garantir internet social para estudantes do ensino fundamental;

2.  Criar uma secretaria de Políticas para as Mulheres e ampliar a participação feminina na gestão e a criação de casa de acolhimento para mulheres em situação de violência;

3.  Na mobilidade, quer rever contrato e modelos

Rodrigo Pereira (PCO)

Quinta, 22, das 13h às 14h

Principais propostas

1.   Aumento imediato de verbas na saúde para ampliar o número de testes à toda população, distribuição gratuita de máscaras, luvas, álcool e remédios 

2.  Redução de jornada de trabalho para 35 horas semanais sem redução salarial 

3.  Proibição de demissões durante a pandemia

Bruno Reis (DEM)

Sexta, 23, 13h às 14h  

Principais Propostas: 

1.  Implantação do Programa Vida Nova, com foco em desenvolver ações voltadas para o fortalecimento de unidades familiares;

2.  Criar programa de equidade para as mulheres chamado “Casa da Mulher Soteropolitana”;

3. Ampliar o Observatório da Discriminação Racial, LGBT e Violência contra a Mulher

Fonte: Correio