Barroca admite erros, explica manutenção de Marcelinho e pede reforços

Eduardo Barroca não fez rodeios e nem apresentou desculpas. Em entrevista concedida após o empate em 1×1 com o Guarani, na noite de quinta-feira (22), no Barradão, o técnico do Vitória foi direto e admitiu os erros cometidos pelo time na 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. 

“Nos faltou competência hoje. A gente saiu na frente, levou vantagem para o intervalo, que foi algo que eu cobrei muito desde que eu cheguei aqui. A gente precisava começar as partidas em cima, fazer o primeiro gol e levar vantagem para o intervalo. Tudo isso a gente fez. Tivemos diversas oportunidades para fazer o segundo gol e, infelizmente, o momento que estamos vivendo, estamos errando e pagando um preço muito alto pelos nossos erros”, afirmou.

O empate com o Guarani foi o segundo de Barroca à frente do Vitória. O novo comandante também empatou com a Chapecoense, em 1×1, na Arena Condá, e perdeu para o Avaí, por 2×1, no Barradão.

“Erramos contra o Avaí e pagamos um preço, contra a Chapecoense também e, hoje, na única oportunidade que a gente deu, em um tiro de meta a nosso favor, com a equipe saindo, cometemos uma sequência de erros que não deveríamos ter cometido. Estamos sofrendo quando a gente está errando. O momento é difícil, porque essa sequência vai tirando a confiança, a estima dos jogadores e cabe a mim, como treinador, ir ajustando jogo a jogo e encontrar as soluções para que, o mais rápido possível, a gente interrompa essa sequência”. 

O resultado fez o Vitória se manter na 13ª colocação, agora com 20 pontos. O Guarani é o 15º e soma 18. A distância para a zona de rebaixamento é de apenas dois pontos. Já para o G4 são sete pontos de diferença.

“Eu não posso falar que a equipe está jogando mal. A equipe vem se dedicando e criando as oportunidades. Hoje, a gente teve chute que o jogador do Guarani tirou em cima da linha, oportunidade cara a cara, lances de bola parada, mas não tivemos competência. A gente tem que assumir isso de frente. Fomos incompetentes e agora é recuperar para o jogo contra o Botafogo-SP”, projetou Barroca.

O Vitória entra em campo no domingo (25) para fazer o último jogo fora de casa do primeiro turno da Série B do Campeonato Brasilero. Às 20h30, visita o Botafogo-SP, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. Para a partida, o técnico Eduardo Barroca não poderá contar com o lateral esquerdo Thiago Carleto. Expulso nos acréscimos do jogo contra o Guarani, ele está suspenso.

Na avaliação de Eduardo Barroca, a equipe precisa melhorar defensivamente. “Precisamos melhorar cada vez mais, mas, principalmente, precisamos chegar a um nível quase zero de erro defensivo, porque num jogo dificil como o de hoje, onde a gente levou vantagem para o intervalo e a gente estava com o jogo totalmente controlado, com espaços nas costas, num momento que a gente errou, a gente deu chance para o Guarani empatar o jogo. No momento que a gente está temos que levar nosso índice de erro quase a zero para que isso nos leve à vitória”. 

O treinador também explicou a manutenção do meia Marcelinho no time titular. “Uma série de critérios. Um deles é o nosso enfraquecimento de competição interna. A gente não está com todos os nossos jogadores à disposição. Por exemplo, na posição, eu estou sem Fernando Neto e Gerson Magrão. E dos jogadores que estão à disposição hoje, no meu entendimento, ele é um jogador que está apto a iniciar a partida. Hoje eu o substituí, entrou o Juninho Quixadá bem na partida, já tinha entrado bem contra a Chapecoense, e é um critério de responsabilidade minha, do treinador”, pontuou. 

Eduardo Barroca também falou sobre a urgência de contratar novos jogadores. “Estamos conversando, temos algumas possibilidades a curto prazo, porque a verdade é que a gente precisa. A gente tem alguns jogadores muito importantes que estão fora de possibilidade e a gente precisa fortalecer nossa competição interna, com jogadores de bom nível. Tenho conversado bastante com a direção para que a gente faça isso o mais rápido possivel, porque estamos precisando”, avisou. 

Fonte: Correio