Ícone trans, atriz Jane di Castro, de 'A Força do Querer', morre no Rio

A atriz e cantora Jane di Castro, 73 anos, faleceu na manhã desta sexta-feira (23) no Rio de Janeiro. Segundo informações da coluna de Ancelmo Gois, no jornal O Globo, ela estava internada no Hospital de Ipanema, Zona Sul do Rio, onde se tratava de um câncer. 

Além de atriz e cantora, Jane era artística performática e defensora da causa LGBTQIA+ e está no ar, na reprise da novela “A Força do Querer”, na TV Globo.

Nascida e criada em Osvaldo Cruz, desde 2001, ela tinha um salão de beleza perto do Copacabana Palace.

Durante dez anos, a artista estrelou o espetáculo “Divinas Divas”, ao lado de Rogéria, Divina Valéria, Camille K, Eloína dos Leopardos, Marquesa, Brigitte de Búzios e Fujika de Halliday.

O jornal carioca Extra destaca ainda que, ao longo da carreira, foi dirigida por Ney Latorraca, Bibi Ferreira, Miguel Falabella e fez o documentário de Leandra Leal.

Em 1966, iniciou a carreira se apresentando em casas noturnas. Durante o período da Ditadura Militar, a artista foi perseguida por realizar shows nos teatros Rival e da Praça Tiradentes.

Em 2017, quando sua amiga Rogéria faleceu, ela lamentou a perda em entrevista ao CORREIO. “Os holofotes se apagaram, partiu uma grande estrela que cumpriu com dignidade sua agenda na terra, nos deixando numa tristeza dolorosa”, lamentou a atriz transformista.

“Nos conhecemos com 16 anos de idade. Convivemos muito no palco e na vida. Um dia nos encontraremos e cantaremos como sempre. La Vien Rose. Adeus, Rogéria!”, completou Jane sobre Rogéria.

Ainda não há informações sobre o dia e local do sepultamento.

Fonte: Correio