Marcius Melhem foi violento e tentou agarrar várias atrizes na Globo, diz advogada

A advogada criminalista Mayra Cotta, que representa seis supostas vítimas de assédio sexual, além de seis testemunhas, entre outras vítimas de assédio moral no caso envolvendo o humorista Marcius Melhem, afirma que ele agiu de forma violenta contra atrizes na TV Globo. 

“Havia um chefe que se vale de sua posição para tentar usar o poder que tinha de contratar ou demitir para as constranger a se envolver com ele”, disse a advogada à colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

Ainda segundo a advogada, “houve um comportamento recorrente, de trancar mulheres em espaços e as tentar agarrar, contra a vontade delas.”

Além disso, comentou que era comum o humorista “insistir e ficar mandando mensagem inclusive de teor sexual para mulheres que ele decidia se iam ser escaladas ou não para trabalhar, se ia ter cena ou não para elas [nos programas de humor]”.

“De prejudicar as carreiras de mulheres que o rejeitaram. De ficar obcecado, perseguindo mesmo. Foi um constrangimento sistemático e insistente, muito recorrente”, continuou Mayra.

“Por saber como a situação era grave, como o Marcius Melhem foi um chefe que atuou de forma muito violenta com várias atrizes. Que assediou moralmente também outros funcionários. (…) São mais de 30 pessoas que apoiam ou que foram testemunhas dos casos de assédio. Do grupo fazem parte homens também, que acreditam nelas, que estão sendo muito firmes nessa luta”, concluiu Mayra.

Uma das atrizes que se rebelaram contra os ataques de Melhem foi Dani Calabresa. Ela chegou a negar que teria reclamado formalmente sobre o comportamento do ex-chefe, mas neste sábado se manifestou, de forma cifrada, sobre o caso: “Fazer o certo exige coragem”, postou no Twitter.

Ex-marido de Calabresa, e parceiro de Melhem até a demissão do humorista, no ano passado, Marcelo Adnet também se posicionou sobre o caso. “Sobre a matéria de Mônica Bérgamo na Folha de SP: todo meu apoio e solidariedade às vítimas!”, postou ele, que disse que não sabia o que se passava.

Ator nega as acusações
Procurada pela Folha, Marcius Melhem, que deixou a Globo em agosto do ano passado, comentou as acusações de assédio e, apesar de admitir muitos dos comportamentos imputados a ele, negou ataques violentos.

“Estou disposto a reconhecer meus erros, pedir desculpas e, se possível, reparar pessoas que eu tenha de qualquer forma magoado. Quero enfrentar isso com verdade e humanidade e me expor se for preciso. Fazer jus a todos esses anos em que pautas como as do feminismo foram abraçadas pelo humor transformador em que eu acredito”, iniciou ele, em resposta às acusações.

“Fiz parte de um grupo de homens e mulheres que se orgulha de usar o humor como um instrumento contra o preconceito. Mas mesmo abraçando profissionalmente a causa feminista, ainda combato o machismo dentro de mim, erro, posso ter relações que magoem. Tento melhorar e aprender. E queria muito falar sobre isso”, continuou ele, antes de negar ataques violentos.

“Qualquer pessoa que me conheça, que tenha convivido minimamente comigo sabe que é impossível eu praticar alguma violência, especialmente contra as mulheres. Jamais seria capaz de emparedar alguém à força”, concluiu o ator. 

Fonte: Correio