Bahia registra 691 casos de covid-19  e 22 mortes em 24 horas

A Bahia registrou 691 novos casos de covid-19 e 22 mortes pela doença nas últimas 24 horas. A taxa de crescimento de infectados está em +0,2%. Ao todo, desde o começo da pandemia, já foram registrados 344.705 casos e 7.475 óbitos. As informações constam do boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), na tarde deste domingo, 25. 

Nas últimas 24 horas, ainda segundo o boletim da Sesab, ocorreram 1.157 recuperações de pacientes infectados pelo novo coronavírus, uma taxa de +0,4%. Dos mais de 340 mil casos registrados desde o início da pandemia, 330.540 já são considerados recuperados e 6.690 doentes ainda estão com o vírus ativo. 

Os casos confirmados ocorreram nos 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (26,41%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (8.209,25), Almadina (6.570,28), Itabuna (6.462,72), Madre de Deus (6.367,04), Apuarema (6.030,01).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 702.270 casos descartados e 83.402 em investigação. Os dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde, até às 17 horas deste domingo (25).

Entre os profissionais de saúde, 28.395 foram confirmados com a covid-19, diz o boletim da Sesab.

Mortes

Segundo a Sesab, as mortes acrescentadas no boletim deste domingo ocorreram em diversas datas. A tava de letalidade da doença no estado está em 2,17%. Dentre os óbitos, 56,04% ocorreram no sexo masculino e 43,96% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,26% corresponderam a parda, seguidos por branca com 17,67%, preta com 15,17%, amarela com 0,76%, indígena com 0,11% e, sem informação, em 12,03% das mortes. O percentual de casos com comorbidade foi de 72,05%, com maior percentual para as doenças cardíacas e crônicas (74,97%).

Leitos

Dos 2.029 leitos disponíveis pelo Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para atender pacientes com o novo coronavírus na Bahia, 949 estão com doentes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 47%. Dos 868 leitos de UTI (adulto) disponíveis no estado, 494 estão ocupados, o que corresponde a 57%.

Em Salvador, de acordo com a Sesab, dos 865 leitos ativos, 456 estão ocupados, o que significa que a taxa de ocupação é de 53%. Os leitos de UTI adulto estão com 53% de ocupação. Já o de UTI pediátrica, 59% de ocupação.

Com relação aos leitos de enfermaria, a capital baiana tem taxa de ocupação de 50% (adulto) e 81% (pediátrico).

Fonte: Correio