Nino marca contra, e Bahia perde para o Melgar pela Sul-Americana

A corrida por uma vaga nas oitavas de final da Copa Sul-Americana começou de maneira complicada para o Bahia. Na noite desta quinta-feira (29), o Esquadrão perdeu para o Melgar, por 1×0, no estádio Nacional de Lima, no Peru, e largou em desvantagem.

Em uma noite de apresentação burocrática, Nino Paraíba mandou contra o único gol da partida, aos 34 minutos do 2º tempo.

O resultado dá ao time peruano a vantagem de poder ser derrotado por até um gol de diferença caso marque no duelo da volta, no próxima quinta-feira (5), na Fonte Nova. O tricolor só avança em caso de vitória por dois gols de diferença. Se devolver o 1×0, a decisão vai para os pênaltis.

Sonolento
Na decisão em 180 minutos, o Bahia entrou em campo precavido para buscar um resultado seguro. Mano Menezes deixou o meia Daniel no banco e colocou Ramon entre os titulares, montando o tricolor com três volantes.

Quando a bola rolou, foi o Melgar que se mostrou mais organizado. Presentes no campo ofensivo, os peruanos tentavam empurrar o Bahia na defesa. Enquanto isso, a estratégia do tricolor era clara: roubar a bola e puxar o contra-ataque.

Aos 10 minutos, o Melgar teve a primeira grande chance. Ernando, que foi mantido titular na lateral direita, errou o passe na saída e deu presente para Joel Amoroso. Ele avançou em velocidade, soltou a bomba da entrada da área e Douglas fez a defesa.

O Bahia apresentava dificuldade para executar o seu plano. Abusava nos erros de passe e não conseguia pisar na área adversária. Do outro lado, o Melgar voltou a ficar perto do gol em duas oportunidades. Primeiro no cruzamento que Douglas tentou cortar, a bola bateu em Lucas Fonseca e quase morreu no fundo das redes. Logo depois foi a vez de Amoroso receber cruzamento e sozinho na área mandar para fora.

O primeiro bom momento tricolor na partida aconteceu aos 27 minutos, quando Clayson cruzou na área, a bola passou por Gilberto e Rossi chegou finalizando para fora.

Já nos minutos finais, o Bahia começou a articular mais o jogo, aproveitando os espaços que o time peruano dava no meio-campo. Mesmo assim, não conseguiu criar grandes oportunidades.

Castigado
Depois do primeiro tempo burocrático, o Bahia voltou para a segunda etapa com Élber no lugar de Clayson. O time reiniciou a partida mais presente no ataque, rodando bastante na frente da área peruana. O problema continuava sendo os erros de passe.

Aos poucos, o Melgar recuperou terreno e passou a pressionar. Mano então resolveu mexer e colocou Daniel e Saldanha nas vagas de Ramon e Gilberto.

Em um dos poucos momentos em que conseguiu encaixar a jogada, Juninho Capixaba foi na linha de fundo e cruzou rasteiro. A bola passou na frente do gol e ninguém completou. 

Já aos 27 minutos, o Bahia perdeu o que foi até então a sua melhor chance no jogo. Na bola esticada por Daniel, Capixaba fez nova jogada na linha de fundo e, dessa vez, o cruzamento encontrou Saldanha. Marcado, o atacante dominou na marca do pênalti e finalizou pra fora.

Mesmo desorganizado, o Bahia continuava pressionando na frente da defesa do Melgar. Até que veio o castigo pelas chances perdidas. No lançamento, Amoroso ganhou de Élber na corrida, entrou na área tabelando e cruzou; a bola bateu em Nino Paraíba e foi para o gol, deixando os peruanos em vantagem aos 34 minutos.

Com a derrota, o Bahia precisa reverter a situação em casa para conseguir avançar às oitavas de final. Quem classificar terá como adversário o vencedor do confronto entre Unión e Emelec. Também nesta quinta, o time equatoriano ganhou por 1×0, em Santa Fé, na Argentina.

FICHA TÉCNICA | COPA SUL-AMERICANA – 2ª FASE | MELGAR 1×0 BAHIA

Melgar: Cáceda, Ibánez (Neyra), Pellerano, Deneumostier (Fuentes) e Paolo Reyna ; Tandazo (Dani Cabrera), Míguez, Sánchez, Amoroso e Vidales (Arakaki); Arce (Ávila). Técnico: Marco Valencia

Bahia: Douglas, Ernando (Nino Paraíba), Lucas Fernando, Juninho e Juninho Caixaba; Gregore, Ramon (Daniel) e Elias; Rossi, Gilberto (Saldanha) e Clayson (Élber). Técnico: Mano Menezes

Estádio: Nacional, em Lima (Peru)
Gol: Nino Paraíba, contra, aos 34 minutos do 2º tempo
Cartão amarelo: Neyra (Melgar); Gregore e Daniel (Bahia)
Árbitro: Carlos Betancur, auxiliado por Sebastián Vela e Jhon Gallego (trio da Colômbia) 

Fonte: Correio