Turistas falsificam exames de Covid para Fernando de Noronha e são presos

Quatro turistas de Araguaína (TO) foram presos em Fernando de Noronha nesta sexta-feira (30) acusados de falsificar testes de Covid-19 para entrar na ilha. Segundo o site G1, o grupo, formado por dois homens e duas mulheres, não quis realizar o exame assim que chegou na ilha na quarta-feira (28). Eles alegaram que haviam feito o teste no dia anterior e estavam esperando os resultados.

De acordo com as investigações, no dia seguinte, os turistas apresentaram os testes, no entanto, a vigilância da ilha desconfiou das datas informadas no documento. No exame apresentado por eles, a data de cadastro dos usuários e a data de coleta estavam muito distantes.

Segundo o superintendente de Vigilância em Saúde de Fernando de Noronha, Fernando Magalhães, ao desconfiar da fraude, ele acionou o Centro Integrado de Vigilância em Saúde de Pernambuco e contatou o Centro Integrado de Vigilância em Saúde do Tocantins. Na verificação dos registros originais do laboratório foi constatado que a data da coleta tinha sido adulterada. Os exames foram feitos no dia 25 deste mês e não um dia antes da entrada deles no arquipélago, como manda a regra.

Após a apresentação da denúncia feita pelo Ministério Público, o juiz André Carneiro de Albuquerque Santana decretou a prisão preventiva do grupo. Os turistas foram enquadrados nos crimes de falsificação de documento, uso de documento falsificado e associação criminosa.

Fonte: Agencia Brasil