De virada, Bayern faz 6×2 no Salzburg e já fica perto das oitavas

Ainda que com alguns sustos e sofrimento, o Bayern de Munique manteve a sua aura de imbatível na Liga dos Campeões da Europa. Nesta terça-feira (3), em um jogo franco, derrotou o RB Salzburg por 6×2, na Áustria, na Red Bull Arena, pela terceira rodada do Grupo A, já se aproximando da classificação às oitavas de final.

O centroavante polonês Robert Lewandowski desencantou na Liga dos Campeões, torneio em que foi o artilheiro e decisivo para o título do clube na edição anterior, quando marcou 15 vezes. Depois de passar em branco nas duas partidas anteriores, marcou duas vezes nesta terça. Agora, então, soma 12 gols em nove partidas nesta temporada.

O jogo, porém, não foi tão fácil como o placar indica para o Bayern, tanto que o time sofreu um gol logo aos quatro minutos e sofreu com a intensidade do Salzburg. E foi só conseguir a virada definitiva aos 34 do segundo tempo. Depois, então, deslanchou e marcou mais três vezes, ampliando a sua impressionante produção ofensiva ao se aproveitar do cansaço físico dos adversários.

Agora, então, o time tem 12 gols marcados em três jogos disputados nesta Liga dos Campeões. E soma nove pontos no Grupo A, disparado na liderança, que ainda tem o Atlético de Madrid, com quatro, o Lokomotiv Moscou, com dois, e o Salzburg, com apenas um. Pode, assim, se classificar já no seu próximo compromisso à próxima etapa.

Os times voltarão a se encontrar no torneio continental no dia 25, mas dessa vez o Bayern será mandante contra a equipe austríaca. Antes, no próximo sábado, o time visitará o Borussia Dortmund, em clássico que vale a liderança do Campeonato Alemão – os clubes estão com 15 pontos, sendo que a equipe leva vantagem pelos critérios de desempate.

O jogo
O Bayern demorou a engrenar na partida. E levou um susto logo aos quatro minutos, quando foi vazado por Berisha. No lance, o atacante alemão havia acionado Koita, que teve o seu chute cortado, mas ele ficou com a sobra e finalizou às redes.

Após o gol, o Bayern buscou se impor no campo de ataque, mas decisões da arbitragem pareciam jogar contra. Primeiro, um pênalti de Szoboszlai em Lucas Hernández foi anulado após consulta ao VAR porque a bola tocou no braço do francês. Depois, Gnabry até marcou, mas estava impedido.

Mas aos 20 minutos não houve jeito. Após Müller ser derrubado na grande área, Lewandowski converteu o pênalti, batendo no canto esquerdo, igualando o placar na Áustria. E o gol da virada também teve a participação de Müller. Aos 43, ele avançou em velocidade pela direita e chutou forte. A bola desviou em Kristensen, dificultando a ação do goleiro Stankovic.

A etapa final também foi movimentada. Superior, o Bayern esteve próximo de definir a virada aos 15 minutos, em uma linda jogada puxada por Coman, que teve ainda um chapéu de Tolisso e terminou com uma grande defesa de Stankovic na finalização de Gnabry.

Só que quem marcou foi o Salzburg. Aos 21, o brasileiro André Ramalho roubou a bola de Lewandowski na intermediária e lançou Okugawa em profundidade. De cara para Neuer, o meia-atacante japonês finalizou às redes em seu primeiro toque na bola – ele havia entrado em campo aos 20 minutos.

Insatisfeito com a igualdade, o técnico Hansi Flick promoveu três trocas quase de uma vez no Bayern, com as entradas de Sané, Javi Martinez e Sarr. E o time respondeu. Primeiro aos 34, com o gol de cabeça de Boateng, após cobrança de escanteio de Kimmich, fazendo 3×2. E o quarto veio aos 37. Após vacilo da defesa do Salzburg, Kimmich acionou Sané, que chutou forte para ampliar.

Antes do fim, Lewandowski marcou mais uma vez, agora de cabeça, aos 42, após levantamento de Javi Martínez. Nos acréscimos, saiu outro. Aos 47 minutos, Ramalho cortou mal um cruzamento de Douglas Costa. Hernández aproveitou para bater às redes, fazendo 6×2.

Fonte: Correio